Paladar

Comida

Comida

Comida vai ter destaque na Virada Cultural 2019

Edição deste ano do evento em São Paulo terá programação especial voltada para a gastronomia, com oito praças temáticas

01 de maio de 2019 | 19:18 por Renata Mesquita, O Estado de S.Paulo

Foi na edição de 2013 da Virada Cultural que milhares de pessoas se aglomeraram na Avenida São Luís para ver o chef Jefferson Rueda assar mais de 700 quilos do seu porco San Zé – na época, era chamado de porco à paraguaia. Desde então, pouco se falou de gastronomia durante o evento que toma as ruas do centro da cidade durante 24 horas ininterruptas. Mas a edição de 2019, marcada para os dias 18 e 19 de maio, vai ser diferente (confira a programação completa). 

Na Rua. Rueda prepara porco San Zé na edição 2013 

Na Rua. Rueda prepara porco San Zé na edição 2013  Foto: Werther Santana/Estadão

A Secretaria Municipal da Cultural de São Paulo divulgou, em primeira mão ao Paladar, o que será a maior programação gastronômica da história do evento. O esforço para afirmar a importância da gastronomia como vocação cultural da cidade inclui a contratação de um curador de gastronomia da Virada, Ronaldo Bitello. 

A ideia é ir além de apenas oferecer comida aos participantes do evento, apresentando também a gastronomia como uma das atrações dessa edição.

Foram criadas oito praças gastronômicas que serão espalhadas pelo centro da cidade, com mais de 70 atrações diferentes. Na Avenida Ipiranga com a República, por exemplo, a tenda Sabores do Mundo vai apresentar opções de comida internacional, como a terrine do francês Benoit Mathurin, chef do Esther Rooftop, restaurante localizado ali na Praça da República.

Já o Smorgasburg, maior festival de comida de rua do mundo, vai fazer uma previa em versão reduzida do seu evento de estreia no Brasil, marcado para os dias 8 e 9 de junho. Doze food trucks selecionados pela curadoria internacional do festival vão estar ao lado do Teatro Municipal nos dias de evento. 

Grande tendência atual, o fogo também terá espaço na programação, o Festival Fuegos, de Belo Horizonte, vai levar dez churrasqueiros para a Avenida São Luís para prepara carnes e outro pratos no fogo de chão. 

Por fim, os restaurantes da região também entraram na programação. Vários bares e restaurantes dos arredores vão estender seus horários durante a Virada, caso de A Casa do Porco, Bar da Dona Onça, La Casserole, Ponto Chic, Orfeu e Barouche.

A programação completa da Virada Cultural, com todas as atrações e atividades desta edição do evento, será divulgada pela Secretaria de Cultura no próximo dia 8. 

Ficou com água na boca?