Paladar

Comida

Comida

Conheça os melhores ovos de Páscoa de 2020

Com ou sem pandemia, a época mais doce do ano está aí – e a tradicional degustação de ovos do ‘Paladar’ também. Veja como se saíram os 25 ovos de chocolate provados e saiba onde comprá-los

03 de abril de 2020 | 05:00 por Cintia Oliveira, Especial para o Estado

Mais uma vez, o Paladar elegeu os melhores ovos de Páscoa do ano. Confira aqui os melhores de 2020

Proporcionar um momento doce em meio a dias tão amargos: essa foi a principal motivação do Paladar para fazer acontecer sua tão aguardada degustação de ovos de Páscoa.

Nem a pandemia do novo coronavírus impediu a tradicional degustação de ovos do ‘Paladar’ de acontecer

Nem a pandemia do novo coronavírus impediu a tradicional degustação de ovos do ‘Paladar’ de acontecer Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Diante das recomendações de isolamento social por parte da Organização Mundial de Saúde (OMS), pela primeira vez, em 15 edições, a prova ocorreu à distância - afinal de contas, seria  irresponsável reunir seis jurados em um mesmo espaço e pedir que compartilhassem os mesmos ovos de chocolate.

Como de praxe, a seleção partiu de 400 amostras selecionadas pela repórter Cintia Oliveira. Além das categorias clássicas - ao leite, amargo, crocante e casca recheada -, desta vez, ovos elaborados com biscoito, que marcaram presença em diversas criações para a data, também entraram na triagem. Outro critério importante: apenas ovos adquiridos online, seja por e-commerce ou encomenda via WhatsApp, fariam parte da degustação. No fim das contas, 25 ovos foram postos à prova.

Encaixotando a Páscoa

Para enviar a degustação aos jurados, a Scuadra, empresa especializada em desenvolver embalagens de delivery personalizadas para restaurantes, aceitou a missão de produzir caixas capazes de acomodar, separadamente, todas as amostras de chocolate.

Sabe-se o quanto confeiteiros dedicam o seu tempo para confeccionar seus ovos de Páscoa, mas não teve jeito: eles foram porcionados para caber na caixa de degustação. Para garantir a segurança dos jurados, foram adotados padrões rigorosos de higiene em todas as etapas desse processo.  

 

Pela primeira vez, em 15 edições, a prova ocorreu à distância. Jurados receberam as amostras dos ovos em casa 

Pela primeira vez, em 15 edições, a prova ocorreu à distância. Jurados receberam as amostras dos ovos em casa  Foto: Daniel Teixera/Estadão

O time de jurados - formado pela jornalista Beatriz Marques, a chef gelatière e proprietária da Gelato Boutique, Marcia Garbin, a chef confeiteira do restaurante Tuju, Rhaiza Zanetti, o professor do curso de pâtisserie da Le Cordon Bleu São Paulo, Caio Corrêa, e a repórter do Paladar, Danielle Nagase - recebeu em casa a caixa contendo os chocolates.

No mesmo dia, eles avaliaram os chocolates às cegas, ou seja, sem saber quais estavam provando - cada amostra estava identificada apenas por números. Aparência, textura, aroma e sabor eram os requisitos de avaliação, mas como os jurados não puderam ver os ovos de Páscoa inteiros, dessa vez, as categorias aroma e sabor tiveram peso maior na avaliação. Suas notas e impressões foram anotadas em formulário online.

LEIA MAIS: 

Como fazer ovo de Páscoa trufado em casa

+ Como identificar um bom chocolate

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências