Paladar

Comida

Comida

Da Bahia para o Japão

Ele já foi “pia” – como é chamado quem lava a louça no restaurante –, ajudante de cozinha e garçom. Até virar sushiman e assumir o balcão de vários restaurantes em São Paulo. A trajetória de Wilson Alcântara da Rocha, o Bayano do sushi, como é conhecido, está no livro Da Bahia para o Japão, editado pela Letras do Pensamento, e que ele autografa neste sábado, 23, a partir das 16 horas, na Livraria Saraiva, do Shopping Higienópolis.

22 novembro 2013 | 17:21 por lucineianunes

Capa do livro que conta a história do Bayano do Sushi. FOTO: Divulgação

Bayano nasceu em Eunápolis, a 62 km de Porto Seguro, na Bahia. Quinto filho de dez irmãos, fugiu da escola ainda no 2º ano do ensino fundamental. “Faltava dinheiro para comprar material escolar. Mas sobrava amor em casa”, ele recorda. Ainda assim, decidiu deixar a família aos 15 anos e arriscar a vida em São Paulo. Perdido no meio da cidade grande, foi assaltado e passou a primeira noite debaixo da ponte Eusébio Matoso, vendo o dia clarear até encontrar o rumo certo e abrigo na casa de uma tia.

Esforçado, Bayano arrumou logo um emprego. Começou lavando pratos no extinto restaurante Benihama. Passou a ajudante de cozinha, virou garçom e voltou à cozinha. Talentoso, aprendeu como poucos a arte da cozinha japonesa, do bom arroz para sushi ao corte preciso dos sashimis. Quebrou barreiras e superou preconceitos. Virou sushiman. Oito anos depois foi convidado para assumir o balcão do Kamiya. E lá se foram mais seis anos. Também passou pelas cozinhas do Nanako e do Mori Sushi até abrir o próprio restaurante, o Sushi Bayano, que comandou por 15 anos.

Dos nove irmãos, oito vieram para São Paulo trabalhar em restaurantes. “Até meus pais mudaram para cá”, conta o sushiman, que deu “uma mãozinha” para a família.

Bayano se orgulha de ter vencido um concurso organizado por japoneses, que lhe garantiu o diploma de sushiman. E, claro, foi beber na fonte. Viajou para o Japão, conheceu várias cidades e passou 22 dias na cozinha de um restaurante tradicional em Okinawa. Os detalhes dessa história e de tantas outras “aventuras” de Bayano estão no livro. Atualmente, o sushiman presta consultoria a restaurantes e faz eventos.

Da Bahia para o Japão

Autor: Wilson Alcântara da Rocha

Editora: Letras do Pensamento

160 págs., R$ 27,90

Lançamento: 23 de novembro, das 16h às 21h.

Livraria Saraiva. Avenida Higienópolis, 618.

 

Ficou com água na boca?