Paladar

Comida

Comida

Do pé para o tacho

Toda a safra de caju do sítio da família do chef Wanderson Medeiros, na Paraíba, vira um doce cremoso, que ele serve no seu fondue sertanejo – receita que fez sucesso na última edição do Madrid Fusión, na Espanha. O chef processa a compota de caju para ficar aerada, aquece e serve na panelinha acompanhada de cubos de queijo coalho gelado.

20 novembro 2013 | 20:26 por lucineianunes

“Contraste perfeito de temperatura e sabor”, garante o dono do restaurante Picuí e do W Empório e Café, em Maceió. “É uma sobremesa que não dá trabalho. Só para minha mãe”, diz o chef. De fato, quem passa horas cozinhando dezenas de quilos de caju no tacho é dona Inácia de Fátima Medeiros. Filha e neta de quituteiras, ela repete a receita de família.

“Colho a fruta no pé, lavo bem, retiro a castanha e corto o fundo. Depois, corto em pedaços, armazeno numa bacia e guardo na geladeira para usar só no dia seguinte”, explica dona Inácia. “Mas o segredo está no cozimento”, diz ela, que chega a fazer até 300 quilos do doce em cada safra. Veja a receita aqui.

Fondue sertanejo. Doce de caju e queijo. FOTO: Luis Eduardo Vaz/Divulgação

Ficou com água na boca?

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 21/11/2013

Ficou com água na boca?