Paladar

Comida

Comida

Nhac!

Neide Rigo

Essa laranja é de amargar

Ácida, mas muito aromática e saborosa quando adoçada

02 outubro 2013 | 22:33 por Neide Rigo

De vez em quando surge do nada um alimento milagroso, capaz de proezas inimagináveis. A vez agora é da laranja-amarga, milagrosa graças a uma substância chamada sinefrina – que funciona como um tipo de efedrina, encontrada nos remédios para emagrecer, mas que, em excesso, pode ter efeito tóxico para o músculo cardíaco.

Felizmente, de vez em quando caem-me nas mãos algumas frutas raras. E a última raridade foi justamente uma bacia de laranja-amarga, também chamada de limão zamboa ou azamboa. As frutas que ganhei foram colhidas em Piracaia, na Serra da Mantiqueira, onde a planta ainda existe em pomares antigos e pastos abandonados.

Conta-se que no começo do século passado uma grande plantação de zamboeiros foi feita entre Bragança e Joanópolis para abastecer a indústria farmacêutica. O que restou foram as plantas rústicas de fundo de quintal cujos frutos, verdolengos como cidras ou maduros na cor de limão rosa, com polpa solta, são apreciados em uma compota feita com a casca.

Limão ou laranja? Hoje a fruta está limitada a fundo de velhos quintais. FOTO: Tiago Queiroz/Estadão

Ficou com água na boca?

O doce dá trabalho: é preciso lixar a casca para liberar as glândulas de óleo e torná-la mais porosa. Depois, despolpar os frutos, escavando com colher. A casca despolpada precisa ficar imersa em água limpa e fria, renovada várias vezes, para tirar parte do amargor. Em compensação, é considerado, por quem conhece, um dos melhores doces de fruta. E eu concordo. Veja a receita completa da compota aqui

Não é laranja de comer. É ácida, amarga e não tem doçura, mas é muito aromática e saborosa quando adoçada.

Limonada de zamboa é uma das minhas preferidas, pois quando o sumo é diluído em água bem gelada, adoçado com açúcar ou caldo de cana, o amargor fica discreto e funciona como nota refrescante. E dá um dó danado jogar fora o suco que não entra na receita…

Desse caldo pode-se fazer ainda uma geleia que será ácida e amarga, ótima para acompanhar carne de porco assada.

Procure compota de limão zamboa em mercearias que vendam doces artesanais. Se encontrar um pé por aí, melhor ainda – faça seu próprio doce, sirva com uma bolota de creme batido… e nhac!

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 3/10/2013

Ficou com água na boca?