Paladar

Comida

Comida

Fabrizio Fasano, 'uma figura doce, um homem elegante e discreto'

Empresário do ramo de gastronomia morreu no sábado, 24, em São Paulo

25 novembro 2018 | 01:39 por Patrícia Ferraz

O empresário Fabrizio Fasano, de 83 anos, patriarca da rede de hotéis e restaurantes Fasano, morreu na madrugada de sábado, 24, na cidade de São Paulo, de causas naturais

Seu Fabrizio, como era conhecido na gastronomia, era uma figura doce, um homem elegante e discreto. Gostava de comer e beber e durante anos participou de uma confraria de vinhos que se reunia toda sexta-feira. Mas aprendeu tarde - e com amigos - a gostar de tintos e brancos. O negócio dele era o uísque e foi o gosto pelo destilado que motivou a abertura da fábrica Old Eight.

Fabrizio Fasano morreu no sábado, 24, na cidade de São Paulo

Fabrizio Fasano morreu no sábado, 24, na cidade de São Paulo Foto: Adriana Elias/Estadão

Era essa sua paixão e, nos anos 1960, ele vendeu o restaurante da Vieira de Carvalho e a marca Fasano, que tinha herdado. Não queria saber da vida de restaurateur. Mas no início dos anos 1980, J. Veríssimo, dono do Shopping Eldorado queria criar um pólo gastronômico no novo shopping e por sugestão do empresário José Victor Oliva, dono da boate Gallery, ligou para seu Fabrizio e o convidou para abrir um restaurante Fasano ali. Seu Fabrizio descartou a ideia, mas o filho Rogério, então 19 anos, ouviu a conversa e disse que queria, sim, abrir o restaurante. Acabou convencendo o pai.

O restaurante do Shopping durou três anos, depois, abriram o Fasano na rua Amauri, uma casa pequena, elegante (com belíssimas mesas de mármore preto com veios brancos) e com foco declarado na alta gastronomia. Foi um sucesso. Três anos mais tarde, mudaram a casa para a Haddock Lobo, onde o Fasano se consagrou como uma das grandes grifes gastronômicas do País, que se expandiu com a entrada do grupo JHFS no empreendimento que tem hoje restaurantes e hotéis de luxo. Seu Fabrizio estava afastado dos negócios há alguns anos, em decorrência de problemas de saúde, que se agravaram após um AVC.

 

Ficou com água na boca?