Paladar

Comida

Comida

Faça você mesmo sua micro-horta

Os microvegetais são cultivados em estufas, em bandejas com substrato, controle de umidade e temperatura e boa circulação de ar. Como precisam de água e calor, crescem mais rápido no verão. Em poucos dias estão prontos para serem colhidos. A partir daí, preferem o frio: duram até uma semana na geladeira (de 10°C a 12°C), embrulhados em papel manteiga ou em embalagens plásticas com ventilação. Por serem muito frágeis, é difícil achar microvegetais no mercado.

30 janeiro 2013 | 20:28 por lucineianunes

+ Cultive e germine seus brotos em casa

Gérmen. Tatiana Cardoso e a salada de brotos do Moinho de Pedra. FOTO: Filipe Araújo/Estadão

Já os conhecidos brotos de feijão e alfafa – que são um estágio anterior aos microvegetais – são cultivados em hidroponia ou germinadoras. Em casa, podem crescer em recipientes de vidro ou plástico de boca larga cobertos com tecido. As sementes devem ser enxaguadas com água de 3 a 4 vezes ao dia.

Consumidos com a semente ou o grão ainda atrelados à plantinha, são indispensáveis na cozinha vegetariana. A chef Tatiana Cardoso, do Moinho de Pedra, germina lentilha e grão-de-bico e abastece seu restaurante com grãos germinados da Fiori de Zucca. “São crocantes, saborosos e divertem o paladar.”

Ficou com água na boca?

>> Veja todos os textos publicados na edição de 31/1/13 do ‘Paladar’

Ficou com água na boca?