Paladar

Comida

Comida

Família refugiada síria vende pratos típicos na Vila Madalena

No fim de semana, o Adus (Instituto de Reintegração do Refugiado) realiza um bazar beneficente com uma atração especial: comidas típicas preparadas por uma família de refugiados sírios. Quibes fritos, crus e assados, esfihas, tabule e homus estão entre os pratos vendidos pela família, que está no País há pouco mais de um ano.

09 abril 2015 | 20:09 por Míriam Castro

Quibe assado. FOTO: Divulgação

Talal Al-Tinawi era engenheiro mecânico em Damasco quando foi confundido com um homônimo opositor de Bashar Al-Assad. Teve que deixar o país. Passou dois meses no Líbano e, em seguida, veio para São Paulo. “Não existe muita informação sobre o Brasil na Síria”, conta. A família se refugiou em terras paulistanas porque, na época, tirar o visto para o País era a opção mais simples.

Para ajudar no sustento dos dois filhos, Riad e Yara, Ghazal começou a cozinhar para fora. “Ela fez comidas árabes para amigos brasileiros que gostaram”, diz Talal. “Então decidimos vender.” Atualmente, eles fazem os quitutes sob encomenda – o cliente deve buscar os pacotes na casa da família, no Glicério. A ideia é abrir um restaurante em breve, mas não em São Paulo: “Provavelmente, será uma cidade próxima”, afirma. “As regiões centrais são muito caras e perigosas.”

Uma maneira de conhecer a comida de Ghazal é o bazar da Adus. Os preços variam entre R$ 2 (esfiha pequena) e R$ 20 (o quilo do homus). As novidades gastronômicas da família são publicadas em uma página no Facebook.

SERVIÇO

Bazar Beneficente do Adus

Onde: R. Rodésia, 398, V. Madalena, 9 4744-2879

Quando: 11 e 12/4, 10h/17h

Talal Comida Síria

Tel.: (11) 9 6622-1305

Ficou com água na boca?