Paladar

Comida

Comida

Frank Bruni deixa de ser crítico

Frank Bruni, crítico gastronômico do jornal The New York Times desde 2004, deixará de avaliar restaurantes, no próximo mês de agosto, para assumir novas atribuições na The New York Times Magazine, onde “terá total liberdade para seguir onde quer que seus apetites o levem” comunicou o jornal americano.

14 maio 2009 | 15:42 por redacaopaladar

Bruni, um dos críticos mais influentes dos Estados Unidos, deverá assumir sua nova função após promover o lançamento do livro de suas memórias gastronômicas Born Round: The Secret History of a Full-Time Eater.

A mudança foi anunciada no blog do crítico, por Bill Keller, editor executivo do jornal. Segundo ele, as pesquisas para encontrar o novo crítico gastronômico do Times começam agora.

Os foruns e sites especializados da internet começaram a listar possíveis sucessores de Bruni, entre eles Bill Bufford, Jeffrey Steingarten, Julia Moskin e Michael Ruhlman. Menos conhecidos e -por isto mesmo- mais fortes, figuram Ryan Sutton (da Bloomberg), S. Irene Virbila (do Los Angeles Times)e um escritor que assina The Robs (na NYMag). Estes últimos não aparecem em pesquisas de imagem no Google, o que os torna atraentes para o cargo, que pede anonimato.

Bruni começou sua carreira como repórter de política. Cobriu a primeira Guerra do Golfo, ganhou o prêmio Pullitzer algumas vezes, entre elas por suas matérias da campanha presidencial que elegeu George W. Bush.

Como crítico ficou famoso por não ter seu rosto revelado e por ter trabalhado como garçom e maitre, para aprender manhas da profissão que ia cobrir e sentir como é estar do outro lado. No seu perfil no site do jornal a única imagem que aparecia era essa:

Agora liberado do anonimato, suas fotos serão mais conhecidas, por enquanto, a única disponível é este still de uma rara aparição na televisão, nos seus anos de correspondente.

Ficou com água na boca?