Paladar

Comida

Comida

Honestidade camponesa

por Danilo Nakamura

10 junho 2009 | 16:32 por luizhorta

Num cantinho bucólico da Catalunha, onde o cheiro das trufas se confunde com o dos outros 25 cogumelos locais, está o Els Casals, um pequeno restaurante-pousada com raízes na cozinha camponesa e uma estrela no Guia Michelin. De lá, vieram os irmãos Oriol e Miguel Rovira, respectivamente chef e agricultor do Els Casals (“O Casarão”, em catalão) – que ainda conta com mais dois irmãos (também agricultores), suas quatro mulheres e a matriarca da casa.

Oriol comentou o quanto é importante o respeito ao frescor dos alimentos e disse que os oito cozinheiros da casa vão à horta duas vezes ao dia, para que eles mesmos escolham seus produtos. “Nosso diferencial é que eu tenho três irmãos agricultores trabalhando e cuidando de cada tomate especialmente para o restaurante. É um luxo tão grande, que todos os dias me pergunto se a cozinha que pratico está à altura da dedicação deles”, ponderou ele, que mesmo já tendo trabalhado com Martín Berasategui e Andoni Luiz Aduriz, diz que suas influências na cozinha estão muito mais ligadas aos agricultores locais e alguns cozinheiros menos conhecidos (como Albert Ventura, do restaurante Coure, também na Catalunha).

Quando indagados sobre o reconhecimento do Guia Michelin, os irmãos Rovira fizeram questão de dizer que, apesar da surpresa, o prêmio não mudou o público, a proposta de cozinha, a filosofia da casa e, muito menos, os preços. “São os mesmos produtos que usamos, afinal de contas”, argumentou Miguel. Aliás, não são poucos: 85 produtos autóctones compõem a tabela anual do Els Casals – inclusive um minitomate japonês que está em fase de adaptação nas terras catalãs e tem sua primeira colheita prevista para julho.

Ao final, aplaudidos e ovacionados, convocaram todos a provarem a sobrasada, e quase não sobrou para a foto.

Ficou com água na boca?