Paladar

Comida

Comida

Já comeu piracuí, jatobá e maracujá da Caatinga?

Piracuí, farinha de peixe, que acaba de ser incluída na Arca do Gosto (Foto: Janaina Fidalgo/Arquivo Pessoal)

23 maio 2011 | 10:58 por janainafidalgo

Três ingredientes brasileiros foram incluídos pelo Slow Food na Arca do Gosto, um catálogo mundial feito pela organização para identificar e divulgar produtos que correm risco de desaparecer: o piracuí, o jatobá e o maracujá da Caatinga. Agora, são 26 os alimentos brasileiros protegidos pela Arca, que tem ainda outros como o babaçu, o cambuci, a cagaita, o feijão canapu, o pirarucu e a castanha-de-baru.

O piracuí é uma “farinha” feita com peixes como o tamuatá e o acari pelas populações ribeirinhas do Amazonas, um método de preservação destes peixes, mais perecíveis, para ter alimento em época de seca. O jatobá, fruto de uma árvore nativa do Cerrado, é uma farinha muito importante na alimentação dos povos indígenas do Xingu, consumida in natura (a polpa é transformada em farinha). E o maracujá da Caatinga é usado na preparação de sucos e doces.

Para incluir um produto na Arca, a comissão do Slow Food leva em consideração a excelência gastronômica do ingrediente, a ligação dele com a história da comunidade, se a produção é artesanal e tem ênfase na sustentabilidade e o risco de extinção. Alguns dos produtos da Arca, como a castanha de baru, a farinha de jatobá, a geleia de cagaita,o pequi e o babaçu são vendidos pela Central do Cerrado, um “coletivo” de organizações comunitárias (tel. 61/3326-2013 / www.centraldocerrado.org.br).

Ficou com água na boca?