Paladar

Comida

Comida

Mineirice francesa ou francesice mineira

Pão de queijo é um gourgères abrasilerado: saiu a farinha, entrou o polvilho, caíram fora os queijos franceses e ficaram os mineiros. O assunto foi tema de uma aula no Paladar Cozinha do Brasil em 2014. “A base dos dois é a mesma: amido escaldado com gordura e queijo”, explica o professor da Anhembi Morumbi, Maurício Lopes.

13 maio 2015 | 18:20 por redacaopaladar

Quem assou a primeira fornada de pão de queïjo ninguém sabe. Nem quando. “Trata-se de invenção anônima e coletiva”, explica o historiador mineiro José Newton Meneses. Mas não há dúvida de que ele surgiu como alternativa de substituição da farinha de trigo, produto caro no período colonial em Minas. Segundo o historiador, documentos do século 18 comprovam a produção e a circulação de queijos em Minas Gerais e o hábito intenso de produzir quitandas e quitutes com eles.

LEIA MAIS:

O melhor pão de queijo de São Paulo

Como fazer o pão de queijo perfeito

Cada pão de queijo merece seu próprio café

Mineirice francesa ou francesice mineira

Pão de queijo da padaria PÃO

Pão de queijo da churrascaria Rodeio

Pão de queijo do Lá da Venda

Pão de queijo do Rubaiyat

FOTO: Roberto Seba/Estadão

Com o passar do tempo, o pão de queijo se tornou nacional. Hoje come-se pão de queijo em qualquer lugar do País, nas redes, industrializados e vendidos congelados e, é claro, em casa, cada qual com sua receita – que é a quase sempre a melhor do mundo. Não é?

Ficou com água na boca?