Paladar

Comida

Comida

Morre o chef Russo

Morreu ontem à noite, aos 45 anos, Antonio Faustino de Oliveira, o chef Russo. Ele estava dormindo, quando começou a passar mal, por volta das 22h30 de ontem. Morreu em casa, antes de ser socorrido.

05 abril 2010 | 15:18 por janainafidalgo

Russo estava morando com a família, havia um ano, em Foz do Iguaçu. Hipertenso, acredita-se que tenha sido vítima de um ataque cardíaco fulminante – o resultado da autópsia ainda não saiu.

Chef Russo

Chef Russo

Por 18 anos, Russo trabalhou com Laurent Suaudeau. Começou com o chef francês, em 1982, como lavador de panelas no restaurante do Hotel Meridian, no Rio. Só em São Paulo, foi “braço direito” de Laurent por 12 anos. Passou pelo Hotel Emiliano, Magari, Al Mirto e atualmente era chef-executivo do restaurante do Hotel das Cataratas, em Foz.

“O Laurent veio para cá no fim de semana e ficou hospedado lá no hotel em que meu pai estava trabalhando”, disse Bruno Vinícius Nascimento de Oliveira, filho de Russo, ao Paladar. “Aí, eles fizeram o check-out mais cedo e vieram aqui para a nossa casa. Meu pai estava superfeliz com a visita dele, conversaram, se divertiram.”

“Fiquei com ele lá no hotel, queria me mostrar o trabalho que estava fazendo lá. Domingo, quando fui almoçar com ele e as nossas famílias, parecia que estava marcado. Relembramos bons momentos, ele estava feliz com o que estava fazendo”, conta Laurent. “Está na hora de olharmos os profissionais que têm destaque, não só de passagem. Eles têm de ficar guardados na nossa memória. O Russo era um exemplo, um homem extremamente doce, um profissional sério, um cozinheiro fora de série.”

O corpo de Russo seria enterrado hoje, às 17 horas, no cemitério Jardim São Paulo, em Foz do Iguaçu.

Ficou com água na boca?