Paladar

Comida

Comida

Nova editora Ernest Books lança no Brasil versões traduzidas dos livros da Phaidon

Quatro títulos de cozinha sofisticados, editados originalmente em inglês, acabam de sair em versão nacional, à venda em livrarias e no site da editora

11 de dezembro de 2019 | 12:12 por Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

Eles acabam de chegar às prateleiras, mas se você gosta de livros de gastronomia já deve ter visto (e cobiçado) esses títulos na versão original, em inglês – de vez em quando eles aparecem por aqui.

Culinária Libanesa, Culinária Japonesa, Culinária Vegana e Bread is Gold – Massimo Bottura e Amigos são traduções para o português de títulos de sucesso da editora inglesa Phaidon, responsável por publicações de arte, arquitetura e algumas obras de gastronomia prestigiadas, como a coleção dos livros do El Bulli, de Ferran Adrià, o de René Redzepi, do Noma, de Alex Atala, do D.O.M., do Faviken de Magnus Nilsson entre outros.

Cheesecake de avocado, do livro "Culinária Vegana".

Cheesecake de avocado, do livro "Culinária Vegana". Foto: Reprodução

 

O catálogo de obras de cozinha regional da Phaidon é fortíssimo e a chegada de alguns desses títulos em português traz, em si, duas boas notícias: a primeira é que os livros são exatamente iguais aos originais, inclusive impressos na mesma gráfica, na China. E a outra é que eles fazem parte do catálogo inicial de uma nova editora brasileira dedicada às publicações de luxo de gastronomia, a Ernest Books. Além de traduções, a editora vai distribuir também títulos em inglês.

Com a possibilidade de ampliar sua biblioteca especializada, surge um dilema: onde guardar esses livros? Eles são sofisticados demais para deixar na cozinha, mas úteis demais para ficar na sala... Vou guardar os meus na sala, mas vou levá-los para a cozinha na hora de usar – já estou me preparando para as manchas de gordura...

Bread is Gold – Massimo Bottura e Amigos 

Autor: Massimo Bottura 

Editora: Phaidon/ Ernest Books (424 págs. R$239). 

Publicado em 2017, é um compilado de receitas que alguns dos maiores chefs do mundo prepararam na cozinha do restaurante popular Refettorio Ambrosiano, em Milão, onde se cozinha com sobras e ingredientes baratos. Trata-se de projeto do premiado chef italiano Massimo Bottura, que começou quando ele e o chef francês Alain Ducasse resolveram passar um natal cozinhando para os pobres em Milão – e tem uma versão brasileira, o Refettorio Gastromotiva, no Rio de Janeiro, parceria com o brasileiro David Hertz, da Gastromotiva. O livro traz menus de 50 chefs premiados como os irmãos Roca, do El Celler Can Roca, o dinamarquês René Redzepi, do Noma, o brasileiro Alex Atala, do D.O.M., e o francês Alain Ducasse, entre outros. Tem lindas fotos, receitas fáceis e um espaço para anotações no livro.

 

Capa do livro "Bread is Gold - Massimo Bottura e Amigos".

Capa do livro "Bread is Gold - Massimo Bottura e Amigos". Foto: Reprodução

 

Culinária Japonesa 

Autor: Nancy Singleton Haghisu

Editora: Phaidon/ Ernest Books (464 págs, R$ 239).

Publicado em 2018, é de autoria de uma professora de cozinha americana, casada com um japonês, radicada no Japão. O trabalho envolveu cozinheiros de todas as regiões do país e se concentra nos pratos a partir dos anos 1970 quando, segundo a autora, a culinária japonesa ganhou suntuosidade. As receitas estão divididas em capítulos e vão de zensai, as entradas como frango com sete especiarias; aemono, as saladas; namamoro, os pratos crus; os sunomono, os avinagrados, que são conservas rápidas; nimono, categoria que remete às avós, as bachans, como as sardinhas cozidas com umeboshi; shirumono, as sopas; itamemono, os salteados; agemono, as frituras; yakimono, os grelhados; gohan, o arroz; tsukemono, as conservas; nabemono, as caldeiradas e kanmi, os doces. Traz lindas fotos, a história da cozinha no Japão, receitas de chefs importantes do país e o gurossari, glossário.

 

Capa do livro "Culinária Japonesa".

Capa do livro "Culinária Japonesa". Foto: Reprodução

 

Culinária Libanesa 

Autor: Selma Hage

Editora: Phaidon/Ernest Books (512 págs. R$239). 

Publicado originalmente em 2012, traz uma breve história da culinária do Líbano, que mistura cozinha camponesa robusta com a sofisticação, a influência europeia e a culinária de vanguarda em Beirute. A obra dedica especial atenção à arte das conservas, indispensáveis na mesa libanesa. A parte prática começa com as receitas básicas, incluindo tempero libanês de sete especiarias, molhos como o de nozes e o de romã, entre outros. Capítulos se dividem em mezzes e saladas (com uma ampla seleção que ocupa 123 páginas). Sopas; peixes; carnes (89 páginas); verduras e legumes; pães; sobremesas e bebidas como limonada com romã; por fim, receitas de picles e geleias.

 

Capa do livro "Culinária Libanesa".

Capa do livro "Culinária Libanesa". Foto: Reprodução

 

Culinária Vegana 

Autor: Jean-Christian Jury

Editora: Phaidon/Ernest Books (478 págs. R$239). 

A obra do francês que virou vegano depois de um enfarte, e hoje tem um restaurante vegano em Berlim (La Mano Verde), traz tudo o que alguém precisa para se tornar um cozinheiro especializado - e isso inclui a despensa essencial vegana separada por categorias, com listas de cereais, frutas e hortaliças, feijões e leguminosas, massas, farinhas, oleaginosas e sementes, vinagres, frutas desidratadas e adoçantes naturais. Com 450 receitas de 150 países, o cozinheiro prova que a comida sem produtos de origem animal é acessível, colorida, nutritiva e tentadora – da entrada à sobremesa. Ninguém precisa ser vegano para gostar do cheesecake de avocado.

 

Capa do livro "Culinária Vegana".

Capa do livro "Culinária Vegana". Foto: Reprodução

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?