Paladar

Comida

Comida

Oficinas ensinam receitas e histórias de pratos internacionais

Por Ana Clara Barbosa

14 abril 2015 | 19:40 por redacaopaladar

Receitas tradicionais trazem consigo histórias que ajudam a compor a identidade do seu povo criador. Pensando nisso, o Museu da Imigração irá promover a série de oficinas Temperos do Mundo, em que representantes de comunidades internacionais ensinam o preparo de pratos típicos e contam curiosidades e histórias sobre eles.

Os encontros Temperos do Mundo surgiram na Festa do Imigrante, tradicionalmente promovida pelo Museu, e, agora, serão realizados uma vez por mês, até julho, em oficinas abertas ao público, que pode se inscrever gratuitamente por e-mail. As aulas trarão pratos da Rússia, do Congo, da Alemanha e da Itália.

Pilimenie, prato russo típico da região da Sibéria. FOTO: Divulgação

Ficou com água na boca?

A primeira cozinha apresentada será a russa, nesta sexta-feira, 17, com Demétrio Dimitrov Neto, da Associação Cultural Grupo Volga de Folclore Russo, ensinando o prato pilimenie, uma espécie de ravióli de carne, típico da região da Sibéria.

No dia 29 de maio será a vez de Bantu Tabasisa Maquese, do grupo cultural Tribo Bakongo, mostrar como se faz o makondo, um prato do Congo feito de peixe e banana-da-terra.

A Alemanha marcará presença no dia 16 de junho, com o trio fleiskäse (bolo de carne), chucrute temperado e batata alemã, feitos por Carmen Lúcia Cleto Schulz, do Grupo Tirol.

A última oficina será a italiana, em 24 de julho, que trará Edison Moreno Barni ensinando como fazer um tortilhone de quatro queijos.

SERVIÇO – Temperos do Mundo

Onde: Museu da Imigração – Rua Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca

Quando: 17/4, 29/5, 16/6 e 24/7, sempre às 18h30

Quanto: gratuito

Inscrições: pelo e­-mail  inscricao at museudaimigracao.org.br

Vagas: 30 por oficina

Ficou com água na boca?