Paladar

Comida

Comida

Os cookstars Atala e Redzepi

Por Rafael Tonon

16 outubro 2013 | 22:25 por redacaopaladar

Entre tantos lançamentos de gastronomia na Feira de Frankfurt, dois livros causaram estrondo, D.O.M – Redescobrindo Ingredientes Brasileiros, de Alex Atala, e A Work In Progress, do dinamarquês René Redzepi.

As duas obras, da Phaidon, envolvem chefs celebridade e marcam uma nova estratégia da editora inglesa para promover os lançamentos na área: turnês mundiais de apresentação dos livros, ao estilo de astros do rock. Por causa disso, os astros das panelas têm vivido a rotina atribulada de hotéis, fotos e sessão de autógrafos.

Desde que seu novo livro foi oficialmente lançado, há duas semanas, em Londres, o chef brasileiro Alex Atala não tem tido descanso. Depois passagens pela Bélgica (Gent) e Holanda (Amsterdã), parou em Frankfurt, onde repetiu a rotina de popstar, posou para fotos, participou de sessões de autógrafo, deu entrevistas e foi a festas, inclusive uma regada a caipirinha e animada pelo som de tambores. Dali foi direto para os Estados Unidos e, depois, Canadá. A turnê prevê ainda passagens pela Oceania e por alguns países da Ásia. “É uma loucura, mas eu não poderia estar mais feliz”, disse o chef. “É uma honra ser lançado por uma editora com autores como René e Andoni e ter a chance de mostrar nosso trabalho em tantas cidades.”

Ficou com água na boca?

Maior lançamento de um livro de chef já organizado pela editora inglesa, o novo livro de Alex Atala tem tudo para agradar aos estrangeiros – e brasileiros interessados nos próprios ingredientes, sem dúvida.

Não por acaso, está sendo lançado simultaneamente em quatro línguas: português, inglês, alemão e holandês.

Viagens e reflexões. Ilustradas por belas fotos de Edu Simões (receitas e ingredientes) e Sérgio Coimbra (viagens), são 320 páginas em que o chef conta suas viagens pelo Brasil profundo e fala de ingredientes – 40, ao todo, de produtos corriqueiros, como bananas e castanhas, aos menos conhecidos, como a aromática priprioca e as formigas. E do quindim à cajuína. A obra traz reflexões do chef sobre o ato de cozinhar e o de comer e aborda questões que perpassam a sustentabilidade e a necessidade de se preocupar não apenas com a comida, mas também com quem a produz e as histórias e tradições de lugares onde os alimentos são produzidos.

O chef também faz considerações sobre a distância que está se criando entre os cozinheiros e aquilo que manipulam, principalmente os animais (tema que permeou a palestra de Alex Atala no MAD Symposium, em Copenhague, na qual o chef matou uma galinha na frente da plateia). “Toda a minha história está neste livro”, diz Alex Atala.

Lançado em pré-venda em setembro, D.O.M. teve uma edição em inglês toda vendida antes mesmo de chegar às lojas (15 mil unidades). No Brasil, está sendo publicado em parceria com a Melhoramentos (320 pág, R$149) e o lançamento nacional será no dia 4 de novembro, em São Paulo.

Encerrada a turnê de Alex Atala, em novembro quem sai pelo mundo levando o novo livro na bagagem é o dinamarquês René Redzepi, o chef do Noma, em Copenhague, ex-número um do mundo, no ranking da revista inglesa Restaurant.

Três cadernos. A Work in Progress é uma obra focada na figura do chef dinamarquês, já que o livro sobre o restaurante Noma saiu, pela mesma editora, três anos atrás, em 2010.

Com lançamento oficial marcado para o dia 11 de novembro, Redzepi sairá em turnê por cidades diferentes das percorridas pelo chef brasileiro. Vai para Nova York, Toronto, San Francisco, Seattle, Chicago, Los Angeles e Washington. Depois, Oceania e Ásia.

Paladar teve acesso em primeira mão ao livro de Redzepi. Na verdade, são três livros em um. Ou melhor, uma obra em três volumes. Snapshots, René Redzepi Journal e Noma Recipes.

A publicação propõe mostrar o cotidiano do chef. Faz isso por meio de imagens dos bastidores do restaurante clicadas por ele e por membros de sua equipe de cozinha que ilustram o pequeno caderno.

E também um diário que reúne anotações feitas pelo chef ao longo de mais de um ano, no qual ele registrou seu dia a dia, os momentos importantes e também detalhes de seu processo de criação. São informações muito valiosas para cozinheiros do mundo todo.

Os dois cadernos são, de longe, a parte mais interessante do novo livro de Redzepi. Refletem sua intimidade, as indagações, inseguranças e seus pensamentos que evidenciam um cozinheiro em contínuo processo de criação.

Noma Recipes, o último volume, traz as novas receitas do restaurante com belas fotos feitas pelo celebrado fotógrafo Ditte Isager.

LEIA MAIS:

+ The book is at the table

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 17/10/2013

Ficou com água na boca?