Paladar

Comida

Comida

Para fazer a festa mexicana

Um dos telefones mais preciosos da minha agenda é o da Gerusa, que faz as melhores tortillas artesanais da cidade. Consegui o número dela há anos, com a mexicana “atrevida” Lourdes Hernández, depois de alguma insistência.

12 agosto 2015 | 21:48 por patriciaferraz

FOTO: Fernando Sciarra/Estadão

A Gerusa faz tortillas como os mexicanos, usa milho branco brasileiro, mas segue o processo de nixtamalização usado no México. Além do milho, a massa leva apenas sal e água. É levíssima. Não por acaso, ela vende as tortillas para diversos restaurantes em São Paulo, entre eles Obá, Maíz, Hecho en México, Taqueria La Sabrosa…

Aprendeu a prepará-las com a irmã, Ana, que trabalhava com uma família de mexicanos. A família voltou para o México, levou a Ana, mas Gerusa herdou a máquina manual e a receita. Começou aos poucos, com a ajuda do marido. Hoje, com três ajudantes, faz 2.500 tortillas por dia.

São dois tamanhos, 10 e 12 cm de diâmetro – em embalagens com 30 unidades, que custam R$ 25. Além delas, faz tacos dorados, enrolados e recheados com carne ou frango, prontos para fritar. O pacote com 24 unidades sai por R$ 35.

E tem também os totopos, para comer com o guacamole, feitos com a mesma massa da tortilla porém fritos por imersão. O pacote com 800 g custa R$ 35.

Ela vende apenas por encomenda, com três dias de antecedência e entrega em domicílio. O telefone? Tá bom, vá: é 4666-4893.

>>Veja a íntegra da edição do Paladar de 13/8/2015

Ficou com água na boca?