Paladar

Comida

Comida

Pastas de castanhas brasileiras são alternativa às de avelã, que estão em baixa

Produção nacional vem crescendo e usando insumos como a castanha de caju

08 de maio de 2019 | 19:38 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

Entre as pessoas que estão evitando produtos de avelã desde a semana passada – quando o New York Times mostrou que 70% da produção mundial vem da Turquia, cultivada por refugiados sírios mantidos em semi-escravidão, inclusive 300 mil crianças –, as pastas à base de castanhas brasileiras estão ganhando prestígio.

Pasta de castanha de caju com chocolate 50% e nibs de cacau, da Naked Nuts

Pasta de castanha de caju com chocolate 50% e nibs de cacau, da Naked Nuts Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Há várias marcas por aqui. Mas recebemos na redação e provamos um lote de pastas da Naked Nuts, feitas com castanhas certificadas e respeito às práticas sustentáveis. A de castanha de caju com chocolate 50% e nibs de cacau fez sucesso (R$ 22,50; 150g) e a de pistache e chocolate branco também (R$ 28,50; 150g).

Vendas pelo site da marca (preços acima) e em delicatessens como Casa Santa Luzia e Empório Santa Maria.

Pastas elaboradas com castanhas de origem certificada: produtos da Naked Nuts

Pastas elaboradas com castanhas de origem certificada: produtos da Naked Nuts Foto: Daniel Teixeira/Estadão

 

Ficou com água na boca?