Paladar

Comida

Comida

Paulista vence Mundial de Queijos em Araxá

Queijo da Pardinho Artesanal produzido no interior de São Paulo foi eleito o campeão no 1º Mundial de Queijos do Brasil, que contou com 953 inscritos

14 de agosto de 2019 | 20:23 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

O queijo Mandala, da Pardinho Artesanal de São Paulo, foi eleito o campeão no 1º Mundial de Queijos do Brasil, um concurso internacional realizado em Araxá, entre os dias 8 e 11 de agosto.

O queijo brasileiro de massa prensada feito com leite cru de vaca foi o primeiro colocado na competição, eleito por um júri especial. O segundo colocado foi o australiano Anthill, um queijo fresco de leite de cabra que tem formigas na casca - elas trazem sabor de limão e citronela.

Queijos distribuídos em mesas antes do início das avaliações

Queijos distribuídos em mesas antes do início das avaliações Foto: Debora Pereira

Em terceiro lugar, houve empate entre um francês e um brasileiro: o comté curado pela francesa Christelle Lohro e o queijo Mimo da Serra, de Christophe e Zeide Queijos Artesanais, produzido em Natividade da Serra, no interior de São Paulo – feito com leite de vaca cru, com a massa prensada, maturado na madeira por dois meses. 

O 1º Mundial de Queijos do Brasil reuniu uma seleção forte em Araxá. Ao todo, o concurso teve 953 inscritos (daqui e de fora) e premiou 239 queijos, entre nacionais e estrangeiros. Foram distribuídas 112 medalhas de bronze, 72 de prata, 35 de ouro e 20 de super ouro. 

O evento teve a participação de uma comitiva da Guilde Internationale de Fromagers

Os queijos foram avaliados e julgados por um batalhão de 160 jurados, composto na maioria por especialistas, mas também por produtores e consumidores apaixonados por queijo. Nos moldes dos concursos internacionais, foram montadas 57 mesas, com os queijos agrupados conforme o estilo, um trabalho intenso que começou às 5h e foi até as 8h, do dia 10 de agosto. 

“Nós vamos transformar Minas Gerais na França em termos de queijos”, afirmou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, na abertura do concurso.

“Foi uma festa incrível, uma organização exemplar, todos ficaram muito satisfeitos e esse concurso agora vai ser uma tradição, ano que vem tem mais”, completou Ana Valentini, secretária de agricultura do Estado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?