Paladar

Comida

Comida

Paulo e a cozinha moldada pela escassez

A terra alagada seis meses do ano – e esturricada nos outros seis – não rende ao Pantanal uma diversidade de ingredientes como outros biomas brasileiros. Mas é justamente a escassez que molda a cozinha pantaneira, mostrada pelo chef Paulo Machado na aula que atraiu vários cozinheiros para a plateia.

30 setembro 2015 | 18:33 por redacaopaladar

Paulo Machado apresenta a carne oreada. FOTO: Daniel Teixeira/Estadão

Chipa, doces regionais, como a geleia de jaracatiá (mamão silvestre) e a mesa de pimentas e castanhas. FOTOS: Daniel Teixeira/Estadão

Das árvores mais altas, que não são alcançadas pela água dos rios, saem frutos como bocaiúva, babaçu, pequi e cumbaru, que puderam ser vistos, provados e tocados pelo público. De vacas e cabras vem o leite que rende queijos curados e frescos. E não se pode deixar de lado a erva-mate, sorvida quente em canecas feitas com chifres de boi – ou gelada na bebida típica chamada tereré. Foi uma belíssima apresentação dessa cozinha ainda pouco difundida.

>> Veja a íntegra da edição especial do 9º Paladar Cozinha do Brasil, de 1º/10/2015

Ficou com água na boca?