Paladar

Comida

Comida

Queijo parmesão, vinhos, deliveries e mais: confira os testes da equipe do 'Paladar'

Por meio de degustações às cegas e testes, 'Paladar' te ajuda a escolher os melhores produtos do mercado. Confira rankings e avaliações

15 de maio de 2021 | 05:00 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

Para te ajudar a escolher entre tantas marcas e preços - e não cair em pegadinhas -, a equipe do Paladar, organiza testes de produtos, ingredientes, utensílios e degustações de vinhos às cegas. As avaliações são feitas sempre seguindo critérios rigorosos de seleção e com ajuda de jurados especialistas em cada assunto. É um guia confável para você ir às compras.

Confira abaixo seleção de avaliações e rankings que irão para lhe ajudar não só a cozinhar melhor, como também não ficar perdido na hora de escolher o vinho, ou mesmo pedir um delivery.  

Quais os melhores queijos parmesão? Testamos 10 marcas

Existem poucas unanimidades no universo da gastronomia e, entre elas, está a relevância do queijo parmesão. Ele anda sozinho, não é apenas um mero acompanhante, é matéria-prima – ingrediente de receitas centenárias. É responsável pela casquinha da lasanha (e de todos os gratinados), item indispensável em qualquer macarronada.  Mas suas versões industrializadas deixam muitas vezes a desejar. Degustação às cegas indica qual os melhores (e piores) dos mercados. Confira aqui o ranking. 

Rale sem medo 

Rale sem medo  Foto: Tiago Queiroz/Estadão

 

Na taça: degustação às cegas avaliou rosés de até R$ 120

Estilo de vinho conquistou o paladar do brasileiro. Degustamos ao lado de um juri de especialistas 12 dos 15 rótulos mais importados em 2020, com preços entre R$ 33,90 a R$ 114,40. O resultado mostra que os preferidos são vinhos levemente frutados – poucos têm aromas exuberantes –, com um toque de doçura que, às vezes, esconde a acidez ou o amargor da bebida. São simples, para provar sem maiores compromissos. Confira aqui os melhores.

Degustação dos vinhos rosés mais vendidos 

Degustação dos vinhos rosés mais vendidos  Foto: Tiago Queiroz/Estadão

 

Teste das fondues prontas de caixinha

Dias frios pedem mais do que nunca comidas acolhedoras. A fondue não só cumpre esse papel como também traz a sensação de "programa" para uma noite diferente. Até dá para fazer a fondue do zero em casa (veja a receita aqui), mas, para quem busca praticidade, as prateleiras dos supermercados têm cada vez mais opções de misturas semiprontas, que prometem reproduzir o sabor e a textura da receita original suíça. Degustação às cegas indica qual a melhor fondue pronta entre cinco marcas de mercados, confira aqui o ranking do Paladar.

Caixinhas a prova. Testamos cinco marcas de fondue pronta 

Caixinhas a prova. Testamos cinco marcas de fondue pronta  Foto: Tom McCorkle

 

Teste do delivery: provamos o filet au poivre de quatro restaurantes

Um bom steak au poivre é um filé- mignon alto, com a superfície levemente crocante e o interior macio e avermelhado. A pimenta verde (pimenta-do-reino colhida antes de amadurecer) deve ser grosseiramente esmagada e apertada na superfície da carne, formando uma crosta. Em São Paulo, há ótimos exemplos. Testamos o delivery de quatro restaurantes e os resultados não poderiam ter sido melhores: o prato viaja bem e é fácil de esquentar. Confira aqui os melhores.

Steak au poivre do Parigi Bistrot

Steak au poivre do Parigi Bistrot Foto: Leo Feltran

 

As 5 melhores pizzas à vácuo de São Paulo

Invenção sob medida para a pandemia, a pizza pronta embalada à vácuo foi o melhor lançamento das pizzarias no último ano. Vem pré-assada, você só precisa de dez minutos para tirar do forno uma pizza de qualidade bem próxima à que você come no restaurante. Vai direto do freezer ao forno, o que facilita um jantar rápido. Fizemos uma seleção com as nossas favoritas. Veja aqui as melhores da cidade. 

Pizza congelada da Carlos

Pizza congelada da Carlos Foto: Lucas Terribili

 

Degustação às cegas avaliou 27 vinhos tintos de até R$ 100

Provamos 27 rótulos com preço de até R$ 100. São os vinhos campeões de venda de importadoras e produtores brasileiros até essa faixa de preço – o mais caro custa exatos R$ 99,89. Foram todos degustados às cegas, sem saber que amostra corresponde a cada rótulo, com a proposta de encontrar tintos que não custem uma fortuna, que tenham qualidade e, de preferência, apresentem aquele conceito de bom custo-benefício. Conheça aqui os vinhos degustados.

Rótulos cobertos para não influenciarem nas avaliações.

Rótulos cobertos para não influenciarem nas avaliações. Foto: Alex Silva/Estadão

 

Teste de pokes: provamos cinco opções delivery

Colorido, fresco, com texturas variadas e fácil de comer, o poke é uma ótima pedida para o delivery.  Veja aqui uma seleção de bowls que valem a pedida – não é um ranking, apenas a indicação de cinco bons pokes. 

Tigela clássica do novo Black Poke  

Tigela clássica do novo Black Poke   Foto: Black Poke

 

As melhores e piores mostardas

Provamos e avaliamos às cegas diferentes marcas de mostardas amarelas e tipo Dijon, nacionais e importadas - todas que encontramos em São Paulo. Cada uma foi avaliada nos parâmetros cor, aroma, acidez, picância, textura e sabor. Confira o ranking das melhores e piores mostardas amarelas aqui e das Dijon aqui

Seleção de marcas de mostradas Dijon degustadas pelo Paladar

Seleção de marcas de mostradas Dijon degustadas pelo Paladar Foto: Alex Silva/Estadão

 

À procura da batida perfeita: testamos 11 batedeiras

Há alguma batedeira doméstica capaz de dar conta de pães e pizzas, além de tortas, merengues e demais preparos leves? Colocamos à prova 11 modelos de batedeiras planetárias disponíveis no mercado. Foram 10 horas de testes com massas pesadas, claras de ovos e bolos. As melhores do mercado você descobre aqui. 

Fichas e canetas a mão, testamos uma a uma as batedeiras

Fichas e canetas a mão, testamos uma a uma as batedeiras Foto: Daniel Teixeira|Estadão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?