Paladar

Comida

Comida

Tem cheiro de manteiga embaixo do Minhocão

Por trás de uma porta sempre cerrada, o chef francês Christophe Guillard produz sob encomenda brioches, croissants, quiches, croque monsieur e outros quitutes

14 setembro 2016 | 19:25 por Ana Paula Boni

Quem costuma passar embaixo do Minhocão, na altura da avenida Pacaembu, pode não acreditar que atrás de uma porta de ferro sempre cerrada esteja um francês bem treinado em viennoiserie (a arte dos folhados), confeitaria e rotisseria.

O cheiro amanteigado que sai dali é majoritariamente dos croissants e brioches que Christophe Guillard vende para restaurantes, bufê de eventos, cafeterias e também para qualquer um levar para casa, sob encomenda com ao menos um dia de antecedência.

Há 21 anos no Brasil, Christophe cresceu praticamente dentro da padaria dos pais em Paris, perto do Louvre. Aqui, passou por endereços como Il Pastaio e Maria Louca, e há dez anos abriu a sua fabriqueta Brioche Brasil. Atendia um hotel quando conheceu o também francês Julien Mercier, hoje do restaurante Le Bilboquet, para quem fornece massa folhada e brioches.

No atual imóvel, onde ele está há um ano, além de brioche (R$ 4), croissant (R$ 5) e pain au chocolat (R$ 7), os salgados chamam a atenção - croque monsieur, o sanduíche com mussarela e presunto gratinado com molho béchamel (R$ 9,50), e quiches individuais como lorraine (com bacon), queijo ou alho-poró (R$ 9 ou R$ 10). Se quiser quiche grande, é só pedir com mais tempo de antecedência (retirada no local; o frete é grátis em compras acima de R$ 200).

Os produtos já saem de lá gratinados, para garantir a queima perfeita por cima, e podem ser congelados ou resfriados desse jeito, depois só esquentados antes de servir.

Para provar um pouco de tudo, o kit de café da manhã (R$ 130, quatro pessoas) traz vários pães e folhados, além de geleia caseira e madeleines. E ainda tem a ala dos doces, com bolo de mascarpone com frutas vermelhas, tarte tatin e tarte Opera, que traz camadas de pão de ló com farinha de amêndoa, creme de café e rum. 

Assadeira de folhados, como pain au chocolat e croissant

Assadeira de folhados, como pain au chocolat e croissant Foto: Amanda Perobelli|Estadão

Christophe conta que, pouco mais de um ano atrás, ele fez uma releitura da Opera a pedido do chef Rodrigo Oliveira (Mocotó) para um evento, trocando a farinha de amêndoa pela de castanha-do-pará, o creme de café por compota de cupuaçu, o rum por cachaça. “Gosto da minha terra, mas lá eles são muito quadrados, não posso fazer esse tipo de coisa na França.”

SERVIÇO

Brioche Brasil

R. das Perdizes, 25, Barra Funda

Tel.: 98115-0834

Funcionamento: 8h/16h30 (sáb., 8h/14h; fecha dom.)

www.facebook.com/briochebrasil1 ou briochebrasil@hotmail.com

Ficou com água na boca?