Paladar

Comida

Comida

Tempero colhido na hora. O sonho possível

  Mudas da Sabor de Fazenda (Foto: Gisele Sanfelice)

05 julho 2012 | 07:50 por lucineianunes

A publicitária Caroline Azar Khouri, descendente de libaneses e herdeira das famosas tradições culinárias de seu povo, nunca tinha visto ao vivo erva-cidreira, um “mato” tão comum nos fundos de quintal. Mas deu uma aula sobre a hortelã-do-líbano, excelente para fazer tabule.

E o manjericão? Sabrina Jeha, sócia do viveiro Sabor de Fazenda, especializado em ervas orgânicas, sentenciou: “Não o deixe florescer; assim que surgirem os primeiros botões, corte-os”.

E foi assim, trocando informações sobre uma ervinha aqui, um temperinho acolá – há 110 espécies no viveiro – que o grupo de 13 pessoas da aula Horta de Apartamento, ministrada por Sabrina e por sua irmã Silvia, chegou à feliz e aliviada conclusão de que é possível ter uma horta de temperos e ervas em pequenos espaços. Sim, até no apartamento.

Existe, porém, uma condição inegociável: exposição ao sol de no mínimo quatro horas por dia. “No mínimo”, reforça Sabrina. De resto, tudo pode. Os recipientes, por exemplo, podem ser os mais inusitados, como garrafas PET ou um copo de liquidificador.

Depois de uma volta pelo viveiro, cada aluno escolheu uma muda para aprender a plantar. E a preparar o vaso. Silvia guia o grupo: faça pequenos furos embaixo e, antes da terra, monte uma camada de bolinhas de argila (ou de cacos de telha) e, sobre ela, areia. Só então preencha o restante com terra, “para drenar a água e manter a terra no vaso”.

Todos saem de lá com uma lição de casa: manter viva a erva plantada em aula. As dicas de Silvia e Sabrina deram novo ânimo ao industrial Maurício Miralha: “Já tentei cultivar uma mini-horta. Não deu certo. Agora, vai dar”.

Sabor de Fazenda – Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395, Vila Maria, 2631-4915

Ficou com água na boca?