Paladar

Comida

Comida

Viagens de uma cozinheira

Novo livro de Carla Pernambuco, dedicado a viajantes e curiosos, tira do baú de guardados da chef até guardanapos trazidos de lembrança, além de destinos e histórias de cozinha que marcaram sua trajetória

06 agosto 2014 | 20:07 por redacaopaladar

Por Marília Miragaia

A chef Carla Pernambuco, dona dos restaurantes paulistanos Carlota e Las Chicas, coloca seu olhar de cozinheira a serviço de viajantes em seu novo livro Diário da Cozinheira – Viagens, Memórias e Receitas.

Editada pela Leya, a publicação, a nona da chef, será lançada dia 9 de setembro na Livraria Cultura no shopping Iguatemi, em São Paulo.

No livro, a chef apresenta 18 destinos já percorridos por ela, dentro e fora do Brasil, e se ampara em suas memórias gastronômicas para descrevê-los. São lugares como Turquia, Inglaterra, França, Rússia, Holanda, e cidades como Nova York.

Ficou com água na boca?

“Minha ideia era falar de cozinha e de viagem, em um formato de diário, com fotos e ilustrações que lembram rabiscos. Na época de muitos dos passeios, ainda não tinha Instagram”, brinca Carla.

Anotado. O quiosque do Pinotxo, na La Boquería, é frequentado por chefs espanhóis e internacionais – e é uma das preciosas dicas em Barcelona. FOTOS: Divulgação

Para isso, ela recorreu a seu “acervo pessoal” de pastas, em que reúne cartões, panfletos, anotações e até guardanapos dos restaurantes em que comeu mundo afora.

Mas não só em restaurantes viaja a chef: um capítulo importante de suas andanças é conhecer o dia da dia, a rotina dos locais que visita.

Os destinos que menciona não são tratados na ordem cronológica dos acontecimentos. Mas, apresentam histórias que, somadas, ajudam a explicar sua trajetória.

Isso inclui até os bastidores de sua cozinha. Como quando Carla preparou um jantar para 180 pessoas em um casarão do século 19, em Paraty (RJ).

Na ocasião, tudo ia muito bem até a cozinha ser invadida por cinco pastores alemães e o gás acabar. Com isso, a refeição teve de ser finalizada na cozinha dos caseiros da propriedade. “Hoje dou risada. Mas na época, foi surreal”, diz.

As receitas que marcaram Carla em suas viagens também constituem parte importante da publicação. “Algumas são releituras que fiz de pratos que provei, uma espécie de memória afetiva”, explica a chef.

Está na lista, por exemplo, um estrogonofe que ela experimentou na Rússia. Só que no país a receita leva dill e pepino em conserva, diferente da que se popularizou no Brasil.

Carla Pernambuco escreveu Diário da Cozinheira para ser leitura rápida, que se “pudesse terminar em um final de semana ou durante um voo”. Com isso, destinos gastronômicos como Itália, Tailândia e Alemanha ficaram de fora, desta vez.

Mas nada impede que sejam incluídos numa possível nova edição da obra. Afinal, a chef não para. Aliás, já está de malas prontas. Próximo destino: a Tasmânia, na Austrália. Sorte do público.

Diário da Cozinheira

Autor: Carla Pernambuco

Editora: Leya (224 págs.)

Preço: R$ 59,90

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 7/8/2014

Ficou com água na boca?