Paladar

O fumeiro não pode virar fumaça (edição de 16/4/2015)

Veja a íntegra da edição do caderno 'Paladar'

15 abril 2015 | 19:22 por Redação Paladar

No Recôncavo Baiano, na pequena Maragogipe, resiste uma tradição gastronômica brasileira ameaçada de extinção: a carne de fumeiro, cortes de porco salgados e defumados no moquém. Estivemos lá, trouxemos mantinhas, chouriças e linguiça de cabeça e pedimos para que chefs de São Paulo as preparassem.

CAPA

Cortina de fumaça: a produção de carne de fumeiro no Recôncavo Baiano

Carne de fumeiro em restaurantes da Bahia e de São Paulo

Ficou com água na boca?

RESTAURANTES

O outono chega aos cardápios

Entre delis e neodelis de Nova York

Delis estão em declínio, mas não vão desaparecer, diz diretor de ‘Deliman’

SÓ DE BIRRA

Chegou a Tripel Hop 2015

A vez da Austrália

VINHO

Expovinis começa na quarta e terá grandes importadoras

O que estou fazendo aqui?

Safra 2014 de Bordeaux merece atenção, diz Spurrier

PRATO DO DIA

Mimosa de aspargos (salada de aspargos com ovos)

NOTAS

Morre o rei do rámen em Tóquio

A revisão do grão de café robusta

James Oseland apresenta nova empreitada, a ‘Organic Life’

Sole tem novas opções de sopa

Comemoração com queijo em Pinheiros

Astronauta italiana vai receber máquina de expresso no espaço

Ficou com água na boca?