Paladar

Rua Guaicuí, o reduto boêmio no Baixo Pinheiros

A pequena via ganhou seu primeiro restaurante em 2015 e continua em alta

24 de janeiro de 2020 | 05:00 por Danielle Nagase e Renata Mesquita, O Estado de S.Paulo

Antes pacata, a pequena Rua Guacuí, nos arredores do Largo da Batata, ganhou vida com a chegada do bar Pitico, no início de 2015, e aos poucos, com a abertura de casas do mesmo grupo de amigos, se transformou no reduto boêmio mais disputado (e charmoso) do Baixo Pinheiros

Movimentação na pizzaria Bráz Elettrica que acaba de inaugurar na R. Guaicuí

Movimentação na pizzaria Bráz Elettrica que acaba de inaugurar na R. Guaicuí Foto: Daniel Teixeira/Estadão

O barulho foi tanto que atraiu o interesse de outros projetos para a rua e os quarteirões próximos, trazendo frescor à região, que hoje vive abarrotada, até nas noites durante a semana. A inauguração da descolada Bráz Elettrica, na primeira semana do ano, carimba de vez a força da rua.  

+ Conheça outros corredores grastronômicos na cidade 

Pitico (nº 61) 

O enorme quintal repleto de verde, decorado com luzinhas coloridas e lotado de cadeiras de praia, virou referência na cidade, e na rua, ao ponto de as pessoas começarem a combinar de ir na “rua do Pitico”. A essência do bar continua a mesma desde sua inauguração: serviço descontraído, drinques e cerveja gelada acompanham pedidas como o falafel e as fritas com zaatar. Hoje também é possível aproveitar o jardim durante o horário do almoço, quando eles oferecem um menu executivo. 12h/0h (sáb., 13/0h; 2ª, 18h/0h)  

Cadeiras de praia preenchem o grande jardim do Pitico 

Cadeiras de praia preenchem o grande jardim do Pitico  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

 

Bráz Elettrica (nº 38) 

Sempre antenada às tendências, a marca acaba de inaugurar a sua sétima casa por ali – e agora suas pizzas de estilo napolitano, para comer com as mãos, e o jeitão do Brooklin nova-iorquino dão ainda mais movimento à rua. A nova unidade, cujas mesas invadem a calçada, foi até apelidada de Pitica, em homenagem ao bar vizinho. A pizza de pepperoni, que também é novidade, leva molho de tomate, queijo mussarela e fatias de pepperoni com erva-doce. 12/1h (dom., e 2ª, até 0h) 

Mica (nº 33)  

Segunda casa da turma do Pitico na rua, inaugurou seu balcão de vocação asiática em 2017. No ano seguinte, passou por uma reforma que dobrou seu tamanho – ganhou um novo e charmoso bar oval e um cardápio atualizado, focado em pequenas porções para dividir. Entre os pratos que já viraram clássicos, o topoki é uma massinha de arroz em formato de nhoque, douradinha, servida com gema de ovo curada e cogumelos. Os drinques, também de sotaque asiático, são ponto forte por ali. 12h/15h e 19h/0h (sáb., 12h/0h; dom., 13h/22h) 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?