Paladar

Viaje para comer bem ao redor do mundo

'Paladar' apresenta bares, restaurantes e mercados para você conhecer pelo mundo

27 de junho de 2019 | 09:03 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

O Paladar apresenta 36 endereços, entre bares, restaurantes, cervejarias e mercados ao redor do mundo que valem a sua visita. Essa edição especial de viagem traz endereços em Buenos Aires, Nova York, Madri, Itália, Japão, Seul e Portugal.

Na Argentina, por exemplo, a editora Patrícia Ferraz indica o que há de obrigatório para visitar, opções conceituais, pops e das antigas.

No Japão, opções para comer pelas ruas, endereços renovados, endereços 'raíz' e também aqueles que os turistas adoram. Já em Seul, mostramos que há de tudo um pouco, inclusive espaço para os mais corajosos provarem um prato de polvo vivo. E Portugal também não ficou de fora, por isso, apresentamos dicas no Alentejo, Porto e Lisboa.

Confira a seguir o que cada pedaço do mundo tem de melhor: 

Buenos Aires

A capital argentina está em ótima fase gastronômica, apesar da crise econômica no país – vai sediar o 50 Best América Latina, em outubro, e há fortes rumores de que o guia Michelin vai desembarcar por lá em breve. E não por acaso.

Entre clássicos que só poderiam existir ali, como a parrilla Don Julio, e novidades como Niño Gordo, que cabe em qualquer lugar do mundo, comer e beber bem faz parte do programa na cidade. Confira o roteiro completo

Parrilla do Nuestro Secreto

Parrilla do Nuestro Secreto Foto: Nuestro Secreto

 

Alentejo

No Alentejo, toda mesa começa com pão, azeite e vinho. E é esse trio, tão familiar, que vai guiar toda a refeição. A região centro-sul de Portugal, historicamente mais pobre e rural que a capital, tem cozinha rústica e afetiva. Confira seis dicas de onde comer em diferentes cidades do Alentejo.

A Herdade do Esporão, localizada a cerca de uma hora de Évora, oferece diversos tipos de visitas guiadas à vinícola e ao seu lagar

A Herdade do Esporão, localizada a cerca de uma hora de Évora, oferece diversos tipos de visitas guiadas à vinícola e ao seu lagar Foto: Rui Pereira

 

No Porto, visitar cave de vinhos é programa obrigatório

Se você vai ao Porto, é obrigatório conhecer alguma cave de vinho, onde repousam, em pipas imensas de até 100 mil litros, o vinho que vem do Douro e é fortificado, recebendo aguardente vínica, antes que a fermentação transforme todo o açúcar em álcool. Também na cidade, a dica é conhecer a familiar Adega Vila Meã e o pé-sujo Taberna Santo António. Veja três passeios

A Taylor’s é uma das caves mais antigas da região do Porto e faz vinhos desde 1692

A Taylor’s é uma das caves mais antigas da região do Porto e faz vinhos desde 1692 Foto: Taylor's

 

A melhor pizza da Itália

A pequena Caiazzo, na região da Campania, sul da Itália, tem cinco mil habitantes, mas convive com uma multidão de turistas se aglomerando diariamente em suas estreitas ruelas. Culpa de Franco Pepe que, com sua Pepe in Grani, conquistou o título de “melhor pizzaria da Itália” pelo segundo ano consecutivo. Saiba mais. 

Pizza de margherita da Pepe in Grani Pizzeria 

Pizza de margherita da Pepe in Grani Pizzeria  Foto: Gillo Brunissoni

 

Vá de tapas em Madri

Na capital espanhola  tradição passa pelas tapas, cervejas (as cañas) e os vermutes: nada mais madrileno que encostar num balcão, pedir uma caña e ganhar um pratinho com azeitonas gordas besuntadas em azeite – e se der sorte, recheadas com pimentão. A dica é trocar os restaurantes pelas tabernas e bares. Confira uma seleção de endereços tradicionais para comer tapas e beber cerveja ou vermute. 

Restaurante e bar de tapas Casa Labra, em Madri 

Restaurante e bar de tapas Casa Labra, em Madri  Foto: Matias Costa/The New York Times

 

No Japão, vá aos mercados para comer bem (e barato)

Uma aventura gastronômica pelo Japão pode sair cara. Os restaurantes estrelados não custam menos de quatro dígitos e comer sushi todos os dias não é para qualquer bolso. E uma das melhores formas de conhecer a cultura gastronômica do país sem gastar fortunas é visitar os mercados de rua. No Japão alguns são imperdíveis, confira como aproveitar os mercados de Tóquio, Kyoto e Kanazawa. 

Mercado Omicho em Kanazawa, um dos melhores do Japão

Mercado Omicho em Kanazawa, um dos melhores do Japão Foto: Renata Mesquita/Estadão

 

Seul: o mercado Gwangjang tem boa culinária típica

Em Seul, o tradicional mercado de Gwangjang é imperdível. Com cerca de 5 mil lojas e área totalmente coberta, há de tudo: roupas, tecidos, utilidades domésticas, os famosos travesseiros coreanos (com enchimento de casca de trigo sarraceno) e comida, muita comida. Uma infinidade de vegetais e frutas frescos, peixes secos, enormes caranguejos vivos e doces fazem o deleite dos glutões. Saiba mais.

Gwangjang. Com cerca de 5 mil lojas há de tudo: roupas, tecidos, utilidades domésticas e muita comida

Gwangjang. Com cerca de 5 mil lojas há de tudo: roupas, tecidos, utilidades domésticas e muita comida Foto: Tião Oliveira/Estadão

 

Três motivos para ir ao Brooklyn

Confira um roteiro alternativo no bairro de Nova York que inclui uma deli, uma confeitaria e um restaurante italiano que está bombando. Saiba mais

O melhor hot-dog do Brooklyn é no Frankel's Deli

O melhor hot-dog do Brooklyn é no Frankel's Deli Foto: Frankel

 

Cerveja pelo mundo: Bélgica, Estados Unidos e República Tcheca

Tem destino e cerveja pra todo mundo. Conheça cervejarias abertas às visitas, mas se não puder viajar, veja onde encontrar, em São Paulo, as melhores cervejas desses três países. Veja onde beber boa cerveja nesses destinos. 

Cervejaria Evil Twin, ao redor do Queens

Cervejaria Evil Twin, ao redor do Queens Foto: Cole Wilson/The New York Times

 

Ficou com água na boca?