Paladar

Receitas

Receita

Felipe Rau|Estadão
Felipe Rau|Estadão

Receitas de aperitivos para a ceia de Natal

'Paladar' selecionou petiscos feitos com nozes, tâmaras, frutas secas e bacalhau, ideais para entreter os convidados antes do jantar

11 de dezembro de 2019 | 16:30 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

A ceia de Natal é uma das refeições mais aguardadas do ano. Os aperitivos, como abrem alas para a grande comilança - além de enganar a fome enquanto a mesa não é posta -, não podem fazer feio. 

O Paladar seleciou 13 opções de petiscos e entradinhas que têm tudo a ver com a época: as receitas levam nozes, tâmaras, frutas secas, bacalhau... Confira a seguir. 

 

Surpresa de frutas secas e frescas

Um aperitivo festivo e super natalino. É charmoso e diferente. Combina queijo de cabra cremoso com cerejas e figos e frutas secas temperados com alho e tomilho, servido acompanhados de torradinhas. Confira a receita. 

Surpresa de frutas secas e frescas preparada pela chef Heloisa Bacellar

Surpresa de frutas secas e frescas preparada pela chef Heloisa Bacellar Foto: Codo Meletti|Estadão

 

Brandade de bacalhau

Bacalhau desfiado, purê de batatas, azeite aromatizado com alho e creme de leite. Essa espécie de patê de bacalhau, um prato famoso da cozinha francesa, é um aperitivo certeiro, increvelmente saboroso e mais uma forma de colocar o bacalhau na ceia de Natal. Sirva com fatias de pão torradas. 

Brandade de bacalhau.

Brandade de bacalhau. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

 

Pudim de bacalhau

O chef Carlos Siffert ensina aqui outra forma de inovar no preparo de bacalhau. Além de saboroso e fácil de fazer, esse pudim fica lindo na ceia de Natal. Sirva as fatinhas quentinhas, regadas com molho bechamel. Confira o passo a passo.

 

  Foto: Codo Meletti|Estadão

 

Tâmaras recheadas

Tâmaras rendem ótimos aperitivos (as do Medjool, grandes, cremosas e muito doces, são as melhores, mas caríssimas, então use as que tiver em mãos). Esta receita é facílima e surpreendente. As tâmaras são recheadas com uma mistura de cream cheese e mostarda Dijon. Por cima, vai presunto cru (assado no forno e esmigalhado) e cebolinha francesa picada. Para impressionar. 

Tâmaras recheadas.

Tâmaras recheadas. Foto: Tiago Queiroz/Estadão

 

Rabanada salgada

Um clássico natalino repaginado. O modo de preparo é bem parecido com a versão doce, temperada com açúcar e canela. Nesse caso, sal, pimenta-do-reino e noz-moscada se encarregam de dar sabor às fatias douradas de pão. Depois de fritas, leve rapidinho ao forno com um pouco de queijo parmesão em lascas. 

Rabanada Salagada, receita no livro Pao Nosso, de Luiz Americo Camargo

Rabanada Salagada, receita no livro Pao Nosso, de Luiz Americo Camargo Foto: Gilberto Oliveira Jr|Editora Panelinha|Divulgação

 

Torta de queijo de cabra

Use forminhas individuais para preparar uma porção dessas tortinhas e espalhe pela mesa de aperitivos. Depois de assada, a dica é salpicar um tantinho de açúcar de confeiteiro por cima e tostar com o maçarico para formar uma crosta. Fica divina. Confira o passo a passo aqui. 

Receita de torta de queijo de cabra e figo Carla Pernambuco e Carolina Brandão

Receita de torta de queijo de cabra e figo Carla Pernambuco e Carolina Brandão Foto: Roberto Seba|Estadão

 

Chutney de Natal

Feito com tâmaras, ameixas, uvas passas pretas e maçãs, esse chutney tem a cara das festas de fim de ano. Pode, claro, ser servido juntamente com os assados natalinos, mas ele vai muito bem como aperitivo, servido com pães ou  na tábua de queijos. Confira a receita aqui.

Receita de chutney de Natal

Receita de chutney de Natal Foto: Fernando Sciarra|Estadão

 

Coalhada com figos e tâmaras

Esse é aquele tipo de receita fácil, rápida e deliciosa, ideal para quem não antecipou os preparativos natalinos. Compre uma boa coalhada no supermercado (se estiver com tempo, faça a sua própria), doure as frutas no forno (ou na brasa), pique-as grosseiramente, misture tudo, tempere e sirva com pão pita quentinho. Veja a receita completa.

 

  Foto: JF Diório|Estadão

 

Biscoitos de cheddar e noz pecã

Esses biscoitinhos são bárbaros. Crocantes, com um leve toque picante, ideais para enganar a fome antes da mesa estar posta. Aprenda a fazer aqui

Biscoitos de cheddar e pecã

Biscoitos de cheddar e pecã Foto: Daniel Teixeira|Estadão

 

Musse de camarão

Com umas torradinhas ao lado, essa musse é um aperitivo imponente e saboroso. Mais do que uma receita, essa é uma fórmula que pode ser usada para fazer diferentes musses salgadas, combinando o purê base, gelatina, líquido (no caso, leite de coco) e um agente aerador (claras em neve ou creme de leite, por exemplo). Aprendida a equação, basca escolher o sabor: coração de alcachofra, salmão defumado, presunto, queijos, agrião…

Musse de camarão.

Musse de camarão. Foto: Felipe Rau/Estadão

 

Berinjela aperitivo

Esta é uma conserva de berinjela muito delicada, sem nenhum amargor. A suavidade do tempero, que tem o adocicado da uva passa e o toque da pimenta-calabresa, combina com o clima de verão. Você pode servir com umas torradinhas assim que esfriar, mas o ideal é deixar pelo menos um dia na geladeira, guardada em pote tampado - no Natal, nada melhor do que receitas que possam ser feitas com antecedências, não é? Ela dura uma semana, fácil.

Receita de berinjela aperitivo

Receita de berinjela aperitivo Foto: Tiago Queiroz|Estadão

 

Terrine de gorgonzola com mel de cachaça

Quer fazer apenas um aperitivo e agradar várias pessoas? Essa é uma boa aposta. O patê de gorgonzola e cream cheese é servido acompanhado de pães variados, castanhas e nozes, fatias de presunto cru e uma calda feita com mel, cachaça e uma fava de baunilha. A dica é da chef chef Renata Cruz, do bufê Amici. 

Para ficar firme, a terrine tem de passar uma noite na geladeira

Para ficar firme, a terrine tem de passar uma noite na geladeira Foto: Felipe Rau|Estadão

 

Tapenade 

Essa perfumada pasta de azeitonas pretas é um curinga da mesa de aperitivos: ela fica ótima com mussarela de búfala, sobre uma fatia de pão torrado, com tomates bem maduros ou com todos eles juntos. E o melhor: você pode prepará-la com antecedência e guardar na geladeira, num pote de vidro tampado por duas ou três semanas. É só cobrir com uma camada de azeite. Na verdade, depois de uns dias, ela vai ficando ainda melhor.

Receita de tapenade de Patrícia Ferraz

Receita de tapenade de Patrícia Ferraz Foto: Epitácio Pessoa|Estadão

 

* Lista originalmente publicada em dezembro de 2017. Atualizada pela última vez em dezembro de 2019.