Paladar

Receitas

Receitas

Prato do Dia

Patrícia Ferraz

Banana bread do Brasil

A receita leva açaí em pó na massa, castanha-do-Brasil, em vez de nozes, e banana-da-terra cozida; veja como fazer

por Patrícia Ferraz

Yes nós temos banana bread. Ele leva açaí em pó na massa, castanha-do-Brasil, em vez de nozes, e banana-da-terra. Essa receita nasceu como contribuição à campanha Amazônia em casa, floresta em pé, iniciativa de várias ONGs e associações de diferentes setores que atuam na região amazônica para promover os produtos sustentáveis da floresta e ampliar sua distribuição pelo País. Recebi uma cesta de produtos amazônicos e o desafio de usá-los para preparar um café da manhã. Fiz três receitas, entre elas esse banana bread, que resolvi publicar na coluna de hoje porque, modéstia à parte, ficou bem bom. Experimente. É uma delícia -- e, de quebra, você ajuda a manter a floresta em pé.

Banana bread com açaí em pó, castanha-do-Brasil e banana-da-terra.

Banana bread com açaí em pó, castanha-do-Brasil e banana-da-terra. Foto: Patrícia Ferraz/Estadão

Preparo

1Corte das pontas das bananas e cozinhe com água na panela de pressão: assim que pegar pressão, conte três minutos. Escorra, descasque e amasse com um garfo para formar uma papa. Reserve.
2Unte uma fôrma de pão retangular (28cm) com manteiga e farinha (se quiser, salpique também açaí em pó, para reforçar a cor). Misture numa vasilha a farinha, o açaí, o bicarbonato de sódio e o sal. Reserve.
3Bata com um batedor de arame em outra vasilha (ou na batedeira) o ovo e a gema, o buttermilk, o óleo e o açúcar até ficar cremoso.
4Misture os ingredientes molhados e os secos, mexa bem.
5Acrescente as bananas amassadas e as castanhas cortadas em lâminas finas. Mexa para misturar bem.
6Despeje a massa na forma untada e asse em forno baixo (180ºC) por aproximadamente uma hora. O tempo depende do forno, portanto, depois dos 40 minutos, vá conferindo: o sinal de que está pronto é espetar um palito, se sair limpo, está assado.
7Espere esfriar para desenformar.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?