Paladar

Receitas

Receitas

Prato do Dia

Patrícia Ferraz

Conserva de alcachofra

Uma boa forma de aproveitar a safra da flor é fazer uma conserva natural caseira

por Patrícia Ferraz

Boa maneira de aproveitar a temporada de alcachofra é fazer conserva. É muito mais fácil que parece – e a vantagem é ter uma conserva natural. Você pode usar alcachofras grandes, mas dessa vez fiz com as pequenas, que cabem bem num pote.

Se esperar uns três ou quatro dias para comer, o sabor fica ainda melhor. Esta receita está no livro Escola de Cozinha – Verduras (Ed. Lafonte), testei e gostei bastante do resultado.

Conserva caseira de alcachofra.

Conserva caseira de alcachofra. Foto: Alex Silva/Estadão

Preparo

1Lave as alcachofras em água corrente.
2Corte a base de cada um, elimine as folhas mais duras e corte a ponta das folhas restantes (um dedo aproximadamente).
3Coloque as alcachofras numa tigela com água e o suco dos limões e deixe de molho até a hora de usar.
4Ponha as 4 xícaras de água e o vinagre em uma panela grande, tempere com sal e espere ferver.
5Coloque as alcachofras na água fervente e cozinhe por aproximadamente 30 minutos, até estarem cozidas e bem claras.
6Desligue o fogo. Tire as alcachofras da panela com a ajuda de uma escumadeira. Ponha-as de cabeça para baixo sobre um pano limpo e deixe escorrer por aproximadamente uma hora.
7 Esterilize o pote: ponha água para ferver em uma panela grande, que comporte o vidro em que vai ficar a conserva. Lave bem o pote e a tampa. Ponha-os na água fervendo e deixe ferver por 10 minutos. Desligue o fogo, tire-os da panela com a ajuda de uma pinça grande e deixe esfriar de cabeça para baixo em uma grade, para circular o ar.
8Ponha o azeite e o alho numa frigideira e refogue rapidamente sem deixar pegar cor. Tempere com sal e pimenta.
9Acomode as alcachofras no pote e, por cima, despeje a mistura de azeite e alho, as raspas de limão, os cravos, as folhas de tomilho e a pimenta. Mexa bem para distribuir os temperos. Tampe e deixe na geladeira por 3 ou 4 dias antes de consumir.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?