Paladar

Receitas

Receita

Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Leve a cachaça para a cozinha: ela é um ingrediente versátil e saboroso

Em 12 receitas, aprenda as diversas possibilidades de uso da aguardente em pratos doces e salgados

07 fevereiro 2018 | 18:26 por Carla Peralva

Cachaça não é só para caipirinha. A bebida nacional é um ingrediente versátil e poderoso quando levado para o mundo das panelas. Cria e realça sabores e aromas, amacia carnes, é contraponto para o sabor da gordura. Pode ser usada para marinar, grelhar, assar, flambar e cozinhar no vapor. Rende bons molhos e caldas. Vai com carne, frango, frutos do mar, legumes e doces. 

A dica de outro para cozinhar com a cachaça é “menos é mais”. Em quantidades exageradas, ela pode tomar conta do prato e ofuscar os outros sabores - especialmente as envelhecidas em madeira, que possuem sabor e aroma mais intensos. Isso não significa que as cachaças amareladas não podem ir para a cozinha, apenas exigem mais atenção. Da dúvida, aposte nas branquinhas, que são um curinga para qualquer preparo. E na hora de escolher o rótulo, pense em levar para a panela o que você também gostaria de beber. 

+ Nove drinques com cachaça 

Antes de continuar, descubra quais foram as 50 cachaças eleitas como as melhores do Brasil pelo 3º Ranking da Cúpula da Cachaça, divulgado em primeira mão pelo Paladar.  

Nas receitas a seguir, você vai descobrir as muitas possibilidades de uso da aguardente na cozinha e aprender a usá-la em diversas etapas do preparo. 

1. Linguiça com uva e cachaça

Para começar, um super clássico. A combinação de linguiça e cachaça dispensa apresentações, um par que dá certo em diferentes associações - uma realça o sabor da outra e se complementam perfeitamente. Desta vez, a dupla aparece acompanhada de uvas, que emprestam acidez ao prato. Veja como fazer.  

 

  Foto: Alex Silva|Estadão

 

2. Terrine de gorgonzola com mel de cachaça

Outra receita em que a cachaça aparece para dar uma nova camada de sabor ao prato. Aqui, ela é misturada com açúcar, baunilha e mel para fazer a calda doce que acompanha a terrine de gorgonzola e cream cheese. Confira a receita completa.  

Para ficar firme, a terrine tem de passar uma noite na geladeira

Para ficar firme, a terrine tem de passar uma noite na geladeira Foto: Felipe Rau|Estadão

 

3. Arroz com pernil, cachaça e frutas

Esse prato é uma aula de como usar a cachaça na cozinha. A bebida aparece em dois momentos do preparo: na marinada que vai ao forno junto com o pernil e como parte do líquido em que o arroz é cozido. Ela dá sabor a todos os elementos do prato, empresta doçura ao arroz e ainda ajuda a amaciar o pernil. Veja como fazer.  

Arroz com pernil, cachaça e frutas.

Arroz com pernil, cachaça e frutas. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

 

4. Fígado com jiló

Dessa vez, a cachaça aparece no final do preparo do prato, para saltear o fígado junto com óleo, alho e cebolinha. Seu sabor fica bem evidente e complementa bem o fígado. Confira a receita completa.   

Fígado com jiló.

Fígado com jiló. Foto: Roberto Seba/Estadão

 

5. Bacon curado na cachaça

Já pensou em fazer bacon em casa? Acredite, é possível. A cachaça é usada junto com o melaço de cana para marinar a barriga de porco. Além de ajudar na textura da carne, contribui para o sabor adocicado. Veja como fazer.

Receita de bacon curado na cachaça Rene Aduan

Receita de bacon curado na cachaça Rene Aduan Foto: Roberto Seba|Estadão

 

6. Medalhões com shoyu e cachaça

Eis um jeito simples de dar ar de festa ao bife do dia a dia. É uma receita rápida e bem fácil. Basta fritar os medalhões e usar a mesma frigideira para preparar o molho com cachaça (deixando o álcool evaporar), shoyu, gengibre, limão e creme de leite fresco. É delicioso e fora do habitual.  

Medalhões podem ser servidos com vinhos de frutas maduras

Medalhões podem ser servidos com vinhos de frutas maduras Foto: Walter Costa|Estadão

 

7. Camarão flambado na cachaça ao molho de jaca

A cachaça é um ótimo ingrediente para flambar - o álcool vai embora, fica o sabor. Funciona com carnes, legumes, frutas e sobremesas. No estrogonofe, por exemplo, experimente trocar o conhaque pela aguardente ao flambar a carne. No Pará, usa-se cachaça infusionada com jambu para flambar carnes e, assim, deixar a sensação de dormência típica da folha de forma leve nos pratos. Nessa receita do chef Eudes Assis, os camarões são temperados e refogados e, depois, flambados na boca do fogão. Veja como fazer.  

Camarão flambado na cachaça ao molho de jaca.

Camarão flambado na cachaça ao molho de jaca. Foto: André Lessa/Estadão

 

8. Gaspacho de jabuticaba com lagostim 

A cachaça pode ser usada para cozinhar legumes e frutos do mar no vapor. O chef Daniel Redondo usa apenas a bebida no fundo de uma panela e cozinha os lagostins em uma cesta. Veja como fazer em casa.  

Receita de gaspacho de jabuticaba com lagostim

Receita de gaspacho de jabuticaba com lagostim Foto: Roberto Seba|Estadão

 

9. Massa de pastel de feira

Você sabia que uma dose de pinga é o segredo para a crocância da massa de pastel? Ela entra com a farinha, a água, o sal e o óleo na hora do preparo e faz toda a diferença no resultado final. Veja como fazer o pastelzinho de feira em casa.  

 

  Foto: Hélvio Romero|Estadão

 

10. Geleinha de cachaça

Mais um preparo super tradicional com a cachaça: gelatinas de diversas cores, tradicionais em Minas e no interior de São Paulo. A chef Heloisa Bacellar ensina a fazer com gelatina de morango, mas você pode escolher o seu sabor preferido. Veja como fazer.   

 

  Foto: Márcio Fernandes|Estadão

 

11. Pudim de cupuaçu e calda de cachaça de engenho

A pinga também vai bem criando caldas para doces. Nesse pudim de cupuaçu, substitui a água na hora de fazer o caramelo que reveste a forma - e fica bem presente no sabor final da sobremesa. Outra opção é o bolo de mandioca e coco com calda de maracujá e cachaça.  

 

  Foto: Tadeu Brunelli|Estadão

 

12. Bombom de cachaça

Quer dar uma batizada alcoólica em alguma sobremesa? O sabor potente do álcool e doçura da cana fazem da cachaça um belo ingrediente para o mundo dos doces. Nesse bombom, ela entra na ganache de recheio. Também vai bem no sorvete de capim-santo e dando ares nacionais ao babá ao rum - que, na versão de Rafael Protti, vira babá tropical, feito com abacaxi, laranja e pinga.   

Bombom de cachaça

Bombom de cachaça Foto: Roberto Seba/Estadão

 

Como harmonizar cachaça com comida 

Perca o preconceito e acredite: cachaça vai bem sim acompanhando a refeição. As diretrizes para harmonizar pratos e pingas são parecidas com as usadas quando pensamos em vinhos: pratos leves pedem rótulos mais leves e receitas mais pesadas vão bem com aguardentes mais encorpadas. Sabendo por qual madeira a pinga passou e quais são seus sabores predominantes também é possível combinar comida e bebida pensando em complementaridade (sabores similares se destacam) ou em antagonização (sabores opostos se equilibram). No blog O Cachacier, Maurício Maia dá mais dicas que quais cachaças vão bem com quais receitas