Paladar

Receitas

Receitas

Prato do Dia

Patrícia Ferraz

Molho green goddess

Também conhecido como deusa verde, esse molho cremoso é uma maionese de ervas com alho e anchovas; vai bem com saladas e vegetais assados

por Patrícia Ferraz

Hit na Califórnia dos anos 1970 e 1980, o molho green goddess (ou deusa verde) foi inventado nos anos 1920 na cozinha do Palace Hotel, em São Francisco. Virou moda na década de 1970, usado para temperar saladas e vegetais.

Tecnicamente é uma maionese de ervas com alho. Na prática, um molho cremoso, colorido e forte – leva alho, anchovas e várias ervas aromáticas. Foi ganhando diferentes receitas ao longo dos tempos. Esta versão tem um toque de iogurte para suavizar o conjunto e gotas de limão-siciliano para dar vigor. 

Fiz uma salada com sabores de inverno: aproveitei a temporada do pinhão, usei endívias, maçã verde, salsão e erva-doce. Mas use as folhas que preferir – fica ótimo também com vegetais assados.

Em um pote bem vedado, o molho dura até uma semana na geladeira.

Molho green goddness

Molho green goddness Foto: Codo Melleti/Estadão

Preparo

1Ponha a gema no liquidificador e vá acrescentando o óleo, em fio, aos poucos, sem parar de bater, até formar uma pasta. Coloque a mostarda e o suco de limão e misture.
2Junte o alho picado e as anchovas no copo do liquidificador e continue batendo.
3Acrescente as ervas aromáticas. Ajuste o sal, se necessário.
4Adicione o iogurte na hora de servir e misture delicadamente.

Para a salada:

1Arrume todos os ingredientes em um prato e sirva com o molho.

Ficou com água na boca?