Paladar

Receitas

Receitas

Nhac!

Neide Rigo

Mugunzá com feijão-de-corda e costelinha de porco

O milho canjicado vai para a panela com o feijão e a carne e vira um ensopado substancioso e reconfortante, alegria das festas juninas no interior nordestino

por Neide Rigo

Que a canjica da parte sul do Brasil - o doce feito com milho, leite de coco, açúcar, cravo e canela - é chamada de mungunzá mais ao nordeste, muita gente já sabe. O que poucos conhecem, porém, é a versão salgada do mugunzá, a alegria de festas juninas, reisados e festas populares no interior. 

Recentemente, andei pela região do Cariri, no Ceará. Por lá, durante a apresentação do Grupo Reisado de Couro, no terreiro do casal Antônio Luiz de Souza e Rosa Pereira, foi servida uma panelada de mugunzá de milho amarelo com fava branca. (Saiba mais sobre a viagem.)

O milho pode ser o branco ou o amarelo, mas deve estar sem a película e o germe.A forma de preparo varia conforme a região e permite diversas combinações de ingredientes e sabores.

Aqui, a minha versão de mugunzá salgado, seguindo mais ou menos o que a Dona Rosa ensinou. 

Mugunzá com feijão-de-corda e costelinha de porco.

Mugunzá com feijão-de-corda e costelinha de porco. Foto: Neide Rigo/Estadão

Preparo 

1Lave bem o milho e o feijão separadamente. Deixe cada um, em tigelas separadas, coberto com bastante água de um dia para outro ou por, no mínimo, 12 horas. 
2Soque o alho com o sal, tempere com ele a carne e deixe na geladeira por cerca de 12 horas para pegar o tempero. 
3Despreze a água de molho do milho e coloque na panela de pressão com os 2 litros de água limpa e as folhas de louro. Tampe a panela, leve ao fogo médio. Depois que a válvula começar a chiar, abaixe o fogo e deixe cozinhar por meia hora. 
4Coloque o óleo numa panela ou frigideira grande e doure a carne de todos os lados. 
5Desligue o fogo da panela, espere acabar a pressão, abra a panela e coloque o feijão escorrido e a carne dourada. Junte mais água quente se for preciso. 
6Tampe novamente a panela e deixe cozinhar por mais 20 minutos. Abra a panela e veja se a mistura está macia. Confira o sal e corrija, se necessário. 
7Espalhe por cima do milho cozido a pimenta-do-reino e folhas de coentro e sirva como prato único. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mungunzá cearense. Quase uma feijoada, mas com milho e fava. Nhac! #kitcheneidemungunzá

Uma publicação compartilhada por Neide Rigo (@neiderigo) em

 

Ficou com água na boca?