Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

50 Best 2016: melhores restaurantes do mundo serão anunciados nesta segunda

Saiba o que esperar da cerimônia em Nova York: as críticas ao prêmio, as homenagens já divulgadas, as especulações para a lista

13 junho 2016 | 16:20 por Redação Paladar

Se o passado serve de indicação, o melhor restaurante do mundo, eleito pelo ranking 50 Best, será ou o espanhol El Celler de Can Roca ou o dinamarquês Noma. Os dois restaurantes se revezam no primeiro lugar da lista promovida pela revista inglesa Restaurant desde 2010 (o Noma já esteve no topo quatro vezes, o El Celler, duas). 

Este ano, o 50 Best chega a sua 15ª edição em meio a especulações e críticas. O ranking 2016 será anunciado nesta segunda-feira (13), às 21 horas (horário de Brasília), em uma cerimônia no restaurante Cipriani, em Nova York. O Paladar fará a cobertura ao vivo aqui pelo site e pelas redes sociais. 

Os irmãos Roca: El Celler de Can Roca foi eleito o melhor do mundo em 2015

Os irmãos Roca: El Celler de Can Roca foi eleito o melhor do mundo em 2015 Foto: Divulgação

Especulações. Além de Noma, de René Redzepi, e El Celler de Can Roca, dos irmãos Joan, Josep e Jordi Roca, também são cogitados para o topo da lista: o italiano Osteria Francescana, o peruano Central e o americano Eleven Madison Park. 

A Osteria Francescana, do chef Massimo Bottura, esteve no pódio nos últimos três anos e, atualmente, ocupa o segundo lugar do ranking. O Central, de Virgilio Martinez e Pia León, vem de uma grande escalada - entrou na lista em 50º em 2013, subiu para a 15ª posição em 2014 e, ano passado, chegou ao 4º lugar. Já o Eleven Madison Park, de Daniel Humm, há anos ronda as primeiras posições, mas, com a ida da cerimônia para Nova York este ano (não sendo mais realizada em Londres), há quem aposte que os restaurantes americanos podem ficar melhor colocados. 

Este ano, o Noma passou uma grande temporada na Austrália. Este período não conta para a votação, pois trata-se de um restaurante pop-up. Mas, caso volte à primeira colocação, hoje ocupada pelo El Celler de Can Roca, o chef René Redzepi irá se igualar a Ferran Adrià, do El Bulli: seus restaurantes serão os únicos eleitos cinco vezes o melhor do mundo.

O chef carioca Rafael Costa e Sila, do Lasai, que aparece pela primeira vez na lista dos 100 melhores restaurantes do mundo.

O chef carioca Rafael Costa e Sila, do Lasai, que aparece pela primeira vez na lista dos 100 melhores restaurantes do mundo. Foto: Leonardo Wen

Críticas. Em dezembro de 2015, a França lançou sua resposta ao ranking da Restaurant. O Mille Tables d’Exception listou os “mil restaurantes mais excepcionais do mundo” em cerca de 40 países - o primeiro foi o do Hôtel de Ville, na pequena cidade de Crissier, na Suíça, que nunca apareceu no 50 Best. 

O ranking britânico é criticado por sua metodologia e considerado pouco transparente, além de ter sido taxado de "instrumento de menosprezo do que é francês". 

Homenagens de 2016. Como no ano passado, o 50 Best revelou antes da grande cerimônia a "segunda metade" do ranking: os restaurantes classificados da 51ª à 100ª posição. O paulista Maní, de Helena Rizzo e Daniel Redondo, saiu da lista principal ao cair para o 51º lugar. Já o carioca Lasai, de Rafa Costa e Silva, entrou para o rol de restaurantes listados: ficou com o 64º lugar. 

Dominique Crenn, do Atelier Crenn e do Petit Crenn, em São Francisco, foi eleita a melhor chef mulher do ano. Alain Passard, do Arpège, em Paris, foi homenageado pelo conjunto de sua obra. O Den, do chef Zaiyu Hasegawa, em Tóquio, foi indicado como o restaurante mais promissor da temporada. 

Versão da clássica sopa de cebola francesa feita por Dominique Crenn, eleita a melhor chef mulher do mundo.

Versão da clássica sopa de cebola francesa feita por Dominique Crenn, eleita a melhor chef mulher do mundo. Foto: Divulgação

Cerimônia de 2017. Em 2017, a cerimônia mudará de endereço mais uma vez - será em  Melbourne, na Austrália. A iniciativa de levar o anúncio oficial, antes sempre realizado em Londres, para outras cidades do mundo visa tornar o prêmio efetivamente global. Este ano, ele será em Nova York.    

Entenda o ranking. O 50 Best é montado a partir dos votos de cerca de mil profissionais de destaque do mercado gastronômico mundial, como chefs, donos de restaurantes, críticos, jornalistas e especialistas da área. Além do ranking mundial, desde 2013, a Restaurant também realiza premiações regionais, com os melhores restaurantes da Ásia e da América Latina. 

Acompanhe a cobertura da cerimônia desta segunda pelo site do Paladar e por nossas redes sociais - TwitterFacebook e Instagram

Ficou com água na boca?