Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Não foi um bom ano para o Brasil. Apenas um restaurante se mantém entre os 50 melhores do mundo

Representação nacional no 50 Best está longe da merecida e deixa de fora grandes restaurantes

14 junho 2016 | 01:32 por Patrícia Ferraz

Este não foi um bom ano para o Brasil. Apenas um restaurante brasileiro se mantém na lista dos 50 melhores do mundo, o D.O.M, de Alex Atala, mesmo assim, pela primeira vez em dez anos a casa saiu da lista dos top 10. Ficou em 11º lugar. O paulistano Maní saiu do topo dos 50, classificado em 51º lugar. A boa notícia é a estreia do carioca Lasai em 64º.

O restaurante de Alex Atala foi eleito o 11º melhor do mundo.

O restaurante de Alex Atala foi eleito o 11º melhor do mundo. Foto: Divulgação

Mas a representação nacional está longe da merecida e deixa de fora grandes restaurantes. Como se sabe, a votação depende da visita de brasileiros e estrangeiros aos restaurantes, tomara que as Olimpíadas contribuam para melhorar a posição dos brasileiros no ranking, o que só deverá ser registrado no próximo ano, já que a votação dos melhores da América Latina já está em curso.

Em tempo, será que a Austrália vai ser o novo Peru? O governo australiano investiu no 50 Best, como declarou William Drew, o presidente da revista Restaurant, que organiza o ranking. O país que vai sediar a premiação internacional no próximo ano já mereceu filme com destaque para seus restaurantes e ingredientes e a empolgação do chef dinamarquês René Redzepi, que acaba de fazer uma temporada pop-up do seu Noma ali e descobriu produtos fascinantes. Por enquanto, a Austrália tem apenas um restaurante no entre os 50 melhores, o Attica,  33º lugar. Veja a lista completa

Ficou com água na boca?