Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

50 Best divulga parte da lista dos 100 melhores restaurantes do mundo

Ranking apresenta da 51ª a 100ª colocação; brasileiros D.O.M., Oteque e Lasai estão entre os classificados

23 de setembro de 2021 | 14:04 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

Enquanto a lista dos 50 melhores restaurantes do mundo não é divulgada - a cerimônia está marcada para o dia 5 de outubro, na Antuérpia, na região de Flandres -, a organização do 50 Best, como de praxe, esquenta os motores com os restaurantes que conquistaram da 51ª a 100ª colocações. Divulgada nesta quinta (23), a lista ampliada apresenta três brasileiros: o D.O.M., de Alex Atala, e os cariocas Oteque, do chef Alberto Landgraf, e Lasai, de Rafael Costa e Silva, que figuram, nessa ordem, nas 61ª, 67ª e 85ª posições.

O restaurante Oteque do chef Alberto Landgraf subiu 33 posições 

O restaurante Oteque do chef Alberto Landgraf subiu 33 posições  Foto: João Ferraz

Em relação à lista de 2019 - em 2020, a premiação foi cancelada por conta da pandemia do novo coronavírus -, o restaurante D.O.M. - único que já figurou entre os top 10, entre 2005 e 2015 - caiu sete posições e o Lasai, onze. Oteque, que estreou em 2019 na 100ª colocação, subiu 33 posições. Já o Maní, da chef Helena Rizzo, dessa vez não apareceu no ranking (até então, ele constava no 73º lugar).

Para o dia 5, a expectativa é que A Casa do Porco se mantenha entre 50 melhores do mundo - na última lista divulgada, o restaurante aparece na 39ª colocação, além de ser o 4º colocado entre os melhores da América Latina em 2020.

 

A lista 51 - 100

51 - Nihonryori RyuGin, Tóquio, Japão

52 - Uliassi, Senigália, Itália

53 - Nerua, Bilbao, Espanha

54 - St. Hubertus, San Cassiano, Itália

55 - Chef’s Table at Brooklyn Fare, Nova York, Estados Unidos

56 - Sud 777, Cidade do México, México

57 - Brae, Birregurra, Austrália

58 - Alchemist, Copenhage, Dinamarca

59 - Schloss Schauenstein, Fürstenau, Suíça

60 - Mikla, Istambul, Turquia

61 - D.O.M., São Paulo, Brasil

62 - Mingles, Seul, Coreia do Sul

63 - Sorn, Bangkok, Tailândia

64 - Core by Clare Smyth, Londres, Reino Unido

65 - Dinner by Heston Blumenthal, Londres, Reino Unido

66 - The Jane, Antuérpia, Béligica

67 - Oteque, Rio de Janeiro, Brasil

68 - Alcalde, Guadalajara, México

69 - De Librije, Zwolle, Holanda

70 - Alinea, Chicago, Estados Unidos

71 - Vea, Hong Kong, China

72 - Le Du, Bangkok, Tailândia

73 - Il Ristorante Luca Fantin, Tóquio, Japão

74 - Quique Dacosta, Denia, Espanha

75 - Sazenka, Tóquio, Japão

76 - La Cime, Osaka, Japão

77 - Willem Hiele, Koksijde, Belgium

78 - Brat, Londres, Reino Unido

79 - Aponiente, El Puerto de Santa María, Espanha

80 - El Chato, Bogotá, Colombia

81 - La Colombe, Cidade do Cabo, África do Sul

82 - Indian Accent, Nova Deli, India

83 - Epicure, Paris, França

84 - Le Clarence, Paris, França

85 - Lasai, Rio de Janeiro, Brasil

86 - Restaurant David Toutain, Paris, França

87 - Ikoyi, Londres, Reino Unido

88 - Belon, Hong Kong, China

89 - Amass, Copenhague, Dinamarca

90 - Mil, Moray, Peru

91 - La Grenouillère, La Madelaine-sous-Montreuil, França

92 - Fyn, Cidade do Cabo, África do Sul

93 - Gaa, Bangkok, Tailândia

94 - Arzak, San Sebastian, Espanha

95 - Kjolle, Lima, Peru

96 - Astrid y Gastón, Lima, Perú

97 - Attica, Melbourne, Australia

98 - Alo, Toronto, Canada

99 - L’Effervescence, Tóquio, Japão

100 - Amber, Hong Kong, China

   

50 Best 2021

A lista de 2021 dos 50 melhores restaurantes do mundo será revelada em uma contagem regressiva ao vivo no palco e transmitida simultaneamente pelos canais digitais do 50 Best, incluindo Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. 

De acordo com a organização do ranking, a lista 2021 levou em consideração as restrições impostas pela pandemia, que acarretou a falta de oportunidades de viagens internacionais pelos jurados. 

“A nova classificação levará em consideração as recentes limitações de viagens e restrições de restaurantes, combinando os votos expressos em janeiro de 2020 (que nunca foram publicados) e uma atualização de votação que ocorreu em março de 2021. Cada eleitor teve a chance de atualizar suas seleções de 2020 com base apenas em experiências em restaurantes em sua própria região nos 14 meses desde a rodada de votação anterior, refletindo a crescente importância dos restaurantes locais. Todos os estabelecimentos que fecharam definitivamente ou mudaram seu conceito fundamental desde a votação serão removidos do ranking, embora ainda sejam reconhecidos e celebrados como parte do evento de premiação dos 50 melhores restaurantes do mundo.”

Em resumo, a lista de 2021 será, portanto, criada a partir de uma combinação de experiências pré-pandêmicas mais amplas e, sempre que possível, atualizações locais contemporâneas, abrangendo o período de julho de 2019 a março de 2021.

Em 2019, a cerimônia de premiação dos 50 melhores restaurantes do mundo foi realizada em Cingapura e coroou o francês Mirazur como o primeiro da lista. A casa do cozinheiro argentino Mauro Colagreco, localizada em Menton, aos pés de um rochedo na Costa Azul do litoral francês, apresenta criações com ingredientes que remetem ao mar e às montanhas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?