Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

A alma do Cór, novo restaurante no Alto de Pinheiros, é a brasa

Premiado chef peruano Renzo Garibaldi é o consultor da casa: criou o conceito, a churrasqueira e o cardápio

22 março 2017 | 21:13 por Renata Mesquita

Ocupando o imponente imóvel do finado Fidel, na praça São Marcos, no alto do Alto de Pinheiros, o novo Cór tem a alma na brasa. A grande churrasqueira que pode ser vista de todo o salão é o coração da casa (Cór é coração, em latim). E é dali que saem carnes, peixes, legumes e até manteiga, preparados na grelha, na chapa ou no forno – os três métodos que o equipamento movido a lenha oferece.

As churrasqueiras no centro do salão

As churrasqueiras no centro do salão Foto: Adriano Dória|Divulgação

Não se trata de uma churrasqueira qualquer nem de apenas mais uma nova empreitada do empresário Alexandre Mora, que comandou o Batubara, restaurante de vida curta que até dezembro do ano passado ocupava o mesmo local. Ambos, a churrasqueira e o conceito da casa, foram criados em parceria com o peruado Renzo Garibaldi, chef açougueiro do premiado Osso Carnicería & Salumeria de Lima, no Peru. Renzo, que é conhecido pelo seu trabalho com carnes dry-aged, criou todo o cardápio da casa. Mas quem executa no dia a dia é a jovem chef Thais Alves, de 25 anos, que teve passagens pelo Maní e pelo Lasai, no Rio. Thais e o subchef Jeovane Godoy passaram uma pequena temporada no Osso, em Lima, aprendendo sobre carnes e os processos de maturação com Renzo.

Todas as carnes servidas no Cór são maturadas, inclusive o filé-mignon servido como tartar, que repousa três dias em temperatura controlada, conta Thais. Entre os cortes tradicionais maturados por cinco dias, há fraldinha e bife de chorizo (ambos R$ 55), mas o destaque são as peças especiais maturadas de 21 a 60 dias, que apresentam sabores mais intensos. Para acompanhar, clássicos como a farofa de bacon (R$ 12) e o purê de cará (R$ 12). 

Os pratos chegam à mesa em louças modernas do Atelier Buriti e pratos de pedra sabão – que anda em moda por aqui. E há cuidados especiais com os alimentos, como o pão do couvert da noite, da padeira Izabela Tavares, que vem dentro de uma casinha de cerâmica que o mantém quentinho. O pão de fermentação natural vem acompanhado de manteiga de sabor intenso e cremosa, defumada no forno a lenha.

Ceviche quente criado por Renzo

Ceviche quente criado por Renzo Foto: Adriano Dória|Divulgação

Os peixes são selados na chapa da churrasqueira. Um dos poucos pratos que não passam pela grelha é o ceviche quente (R$ 25), criado por Renzo para o restaurante: os cubos de peixe cru são cobertos por leche de tigre cremoso quente.

A grande varanda voltada para a praça acomoda mesas que convidam ao longo almoço no fim de semana. Mas durante a semana o almoço executivo também tem seus atrativos: couvert, entrada, prato principal e sobremesa, que mudam a cada semana, saem por R$ 45. 

O descolado chef peruano Renzo Garibaldi vem para a inauguração oficial da casa (que passou por 3 meses operando em sistema de soft opening). A abertura será na próxima terça-feira, dia 28.

SERVIÇO

Cór

Praça São Marcos, 825, Alto de Pinheiros 

Tel.: 3726-2908

Horário de funcionamento: 12h/14h45 e 19h/22h45 (sex., até 23h45; sáb., 12h/16h45 e 19h/23h45; e dom., 12h/16h45; fecha seg.)

Ficou com água na boca?