Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Após invasão da Ucrânia, 50 Best Restaurants cancela cerimônia em Moscou

Premiação dos melhores restaurantes do mundo deste ano seria em julho na capital da Rússia e agora será em Londres

04 de março de 2022 | 15:41 por Redação Paladar, O Estado de S.Paulo

 World's 50 Best Restaurants Moscou 

 World's 50 Best Restaurants Moscou  Foto: 50 Best

A organização do World's 50 Best Restaurants, mais importante premiação de gastronomia do mundo, anunciou o cancelamento de sua cerimônia de premiação dos melhores restaurantes do mundo que aconteceria em Moscou, na Rússia, em julho de 2022. Devido a invasão da Ucrânia, a organização do evento decidiu remanejar as festividades para Londres. 

Uma declaração postada na página oficial do 50 Best no Instagram apenas afirma a relocação: "No momento atual, planejamos realizar os 50 Melhores Restaurantes do Mundo 2022 em Londres em julho". 

A edição deste ano seria a segunda presencial após um hiato causado pela pandemia, e a primeira vez na Rússia. O ranking do ano passado foi divulgado em outubro, em cerimônia na Antuérpia, na Bélgica.

Na ocasião, o dinamarquês Noma foi eleito o melhor restaurante do mundo. A casa do chef René Redzepi já foi considerada a melhor do mundo quatro vezes, entre 2010 e 2012 e também em 2014. Na mesma edição, A Casa do Porco, dos chefs Janaína e Jefferson Rueda, conquistou a 17ª colocação, sendo o único brasileiro a figurar entre os melhores. Moscou tem dois representantes na lista: o White Rabbit e o Twins Garden, nas 25ª e 30ª posição, respectivamente. Confira aqui o ranking completo de 2021. 

Janaína e Jefferson Rueda, na cerimônia do 50 Best 2021.

Janaína e Jefferson Rueda, na cerimônia do 50 Best 2021. Foto: Maria Vargas

A notícia é anunciada após a escalada da situação na Ucrânia. Num movimento semelhante, a organização do Guia Michelin informou nesta sexta-feira, 4, que seu guia mundialmente famoso suspenderá todas as recomendações de restaurantes na Rússia em resposta à invasão da Ucrânia por Moscou. 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?