Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

As 10 melhores pizzas de São Paulo

Há muitas opções de pizza em SP, não sabe qual pedir? Um time de jurados especialistas indica as melhores redondas da cidade; confira

29 de abril de 2022 | 17:00 por Renata Mesquita, O Estado de S.Paulo

Margherita da pizzaria Leggera

Margherita da pizzaria Leggera Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Quando se trata de comer pizza, não há muita discussão – difícil achar quem não gosta. Prova disso, o paulistano gosta tanto das redondas que é o segundo maior consumidor mundial – só perde para o nova-iorquino. Mas chega domingo à noite e o debate recai sobre outra questão: qual será o sabor e o estilo da vez? Uns preferem as clássicas, outros as de massa fininha. Pode ser assada no forno a lenha, como manda a tradição, ou elétrico, que chegou para ficar. Com recheios fartos e inventivos ou poucos e bons? Individual, no estilo napolitano, ou tamanho família? 

Opções não faltam. De acordo com a Associação Pizzaria Unidas do Brasil, estima-se que mais de 9 mil endereços preparam as redondas na cidade. O total consumido por dia é incerto: dez anos atrás se falava em algo como 500 mil unidades em todo Estado de São Paulo, segundo a associação.

Pensando em ajudar você a navegar por essas possibilidades, juntamos cinco especialistas em comer bem e também em preparar pizzas para eleger as melhores redondas da cidade no momento. Pedimos a eles que enviassem uma lista com suas dez pizzas favoritas na cidade e somamos os resultados.

Pizzas margherita, marinara e margherita com mozzarella fiordilatte da pizzaria Bocada's 

Pizzas margherita, marinara e margherita com mozzarella fiordilatte da pizzaria Bocada's  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Um fato é claro: os jurados do Paladar costumam recorrer aos recheios clássicos, como margherita e marinara, e dão preferência para as massas de longa fermentação, com base fina e elástica, bordas volumosas e tostadas. Mas tem dicas para todos os gostos, incluindo o estilo de pizza americano, que está aos poucos chegando por aqui, de fatias grandes para comer com as mãos.

“Indiquei as que eu gosto de comer, de diferentes estilos, pois cada uma acolhe um momento e desejo diferente: pizza que me faz lembrar da Itália, de Nova York, onde morei e as paulistanas, que já conquistaram meu coração”, avisa o chef e pizzaiolo italiano Antonio Maioloca, radicado no Brasil há oito anos e jurado desta missão. 

Pizza vendida em fatias no estilo americano, na foto de milho, da nova Paul's Boutique 

Pizza vendida em fatias no estilo americano, na foto de milho, da nova Paul's Boutique  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Abaixo, você conhece as escolhas compiladas. Além de Maiolica, participaram da votação a padeira Claudia Resende, da padaria Zesting; João Ferraz, historiador e entusiasta na cozinha; Marcio Shihomatsu, do aclamado pastificio Shihoma ; e da jornalista gastronômica Patrícia Ferraz, colunista do Paladar.

O chef italiano Antonio Maiolica, jurado da seleção do Paladar 

O chef italiano Antonio Maiolica, jurado da seleção do Paladar  Foto: Acervo Pessoal

O ranking

1º lugar - Margherita Verace, Leggera 

Simplicidade, leveza, constância e ótimos ingredientes. Estes são os trunfos da Leggera, pizzaria certificada pela Associazione Verace Pizza Napoletana, comandada pelo experiente e estudioso André Guidon, que conquistou o pódio com sua margherita. 

A margherita da pizzaria Leggera é a favorita dos jurados 

A margherita da pizzaria Leggera é a favorita dos jurados  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Delicadas e potentes, são produzidas com farinha italiana, com fermentação natural, que resulta em uma massa elástica e macia, de bordas altas, perfeita para acomodar o molho de tomate vermelho de cor intensa e sabor suave. Gordas rodelas de muçarela de búfala e folhas de manjericão fresco complementam o disco e resultam na margherita da casa – eleita pelos jurados como a melhor da cidade. “Não sobra nada, não falta nada”, define Patrícia Ferraz. (Preço: R$ 48)

Onde: R. Diana, 80, Perdizes. 19h/23h (6ª e sáb., 19h/23h30, dom., 19h/22h; fecha às 2ª). Delivery pelo iFood e pelo WhatsApp (11) 3862-2581. 

 

2º Lugar - Margherita, Carlos Pizza 

Não é novidade para ninguém que as redondas da Carlos são destaque na cidade – só nos prêmios do Paladar já conquistou o pódio duas vezes. A massa fina e crocante, o delicioso molho de tomate feito na casa e a boa proporção entre massa e cobertura são apenas parte do segredo da pizzaria comandada pelo argentino Luciano Nardelli. 

Margherita da Carlos Pizza 

Margherita da Carlos Pizza  Foto: Tiago Queiroz/Estadão

A sua margherita foi praticamente unanimidade entre os jurados como a melhor da cidade. “No estilo napolitano, a margherita da Carlos é imbatível”, alega Márcio Shihomatsu. A receita é clássica, leva molho de tomate, muçarela de búfala, parmesão e manjericão – todos de muita qualidade, ponto destacado por mais de um jurado. (Preço: R$ 52)

Não é pizza, mas como apareceu nos comentários de diversos membros do júri vale anotar: as entradas da Carlos são tão bem tratadas quanto a atração principal. Um dos destaques é a cebola assada no forno a lenha com ricota de búfala e gorgonzola (R$ 44). 

Onde: R. Harmonia, 501, Vila Madalena. 18h/23h30 (6ª e sáb., até 0h).  Delivery iFood. 

 

3º Lugar - Margherita, Bocada’s

Desde que abriu as portas em um galpão na Barra Funda, em 2019, o Bocada’s reúne uma legião de admiradores do chef Rodrigo Felicio, do extinto Capivara. Eles vão atrás das pizzas individuais de massa fina, elástica, com bordas altas e tostadinhas na medida, que acolhem desde recheios clássicos (além da margherita, a marinara também apareceu na lista de alguns dos jurados), como outras mais criativas. É o caso, por exemplo, da Cafon, que combina molho de tomate, calabresa curada e queijo fontina. A casa ganhou a primeira filial na Vila Madalena em 2021. (Preço: R$ 48)

Onde: R. Doutor Ribeiro de Almeida, 167, Barra Funda. 5ª a dom. 19h/23h. Delivery pelo iFood, Rappi e WhatsApp (11) 95177-3061.

Margherita do Bocada’s

Margherita do Bocada’s Foto: Daniel Teixeira/Estadão

 

4º Lugar - Amatriciana, A Pizza da Mooca 

Parece que tudo que o chef Fellipe Zanuto põe o dedo dá certo. Crescido na Mooca, teve a genial ideia, alguns anos atrás, de revisitar a tradicional pizza do bairro, até então grossa e de recheio abundante. Ele fermenta a massa por no mínimo 48 horas na geladeira, o que confere a ela leveza e sabor, e aposta em receitas clássicas com poucos e bons ingredientes de qualidade. 

A pizza premiada nesta seleção combina molho de tomate, queijo grana padano, pancetta, cebola roxa, tomate e manjericão. “Os ingredientes se completam e se estimulam”, resume Patrícia Ferraz.  (Preço: R$ 44)

Onde: R. da Moóca, 1.747, Mooca. 18h/22h (6 e sáb., até 23h; fecha 2ª). Delivery pelo iFood e Tel.: 3571-1221

Amatriciana d' A Pizza da Mooca 

Amatriciana d' A Pizza da Mooca  Foto: Mario Rodrigues

 

5º Lugar - Amatriciana, Carlos Pizza 

Olha ele aqui novamente, não é mamata, a Carlos simplesmente acerta na fórmula: massa de longa fermentação, bons ingredientes e molho de tomate imbatível. A descrição dessa vencedora é simples: panceta artesanal, queijo de ovelha, muçarela, cebola roxa, parmesão e orégano, em quatro pedaços. (Preço: R$ 56)

Onde: R. Harmonia, 501, Vila Madalena. 18h/23h30 (6ª e sáb., até 0h).  Delivery iFood. 

Amatriciana da Carlos Pizza

Amatriciana da Carlos Pizza Foto: Lucas Terribili

 

6º Lugar - Marinara, Leggera

Novamente, o simples, muito bem feito, não é para qualquer um. A marinara da Leggera combina apenas molho feito com tomates com denominação de origem da região do Monte Vesúvio, na Campania, em Nápoles, além de orégano, manjericão, lascas de alho e azeite. 

O italiano Antonio Maiolica define a combinação: “Massa espetacular, leve, recheada do jeito certo – essa história de que a pizza napolitana é pouco recheada é uma besteira, só tem que saber fazer”, garante. (Preço: R$ 42)

Onde: R. Diana, 80, Perdizes. 19h/23h (6ª e sáb., 19h/23h30, dom., 19h/22h; fecha às segundas). Delivery pelo iFood e pelo WhatsApp (11) 3862-2581. 

7º Lugar - Mussarela, alho-poró e pancetta, Iza Padaria 

Padeira das mais badaladas da cidade, Iza Tavares coloca a mesma dedicação para criar as suas pizzas artesanais com que faz seus pães, panetones e outras delicadezas que vende na sua loja online e na loja da Vila Madalena, reinaugurada recentemente. Acertou não apenas na massa – de fermentação natural, repleta de alvéolos que parecem nuvens na borda –, como nos recheios, inventivos e criativos. 

Pizza de mussarela, alho-poró e pancetta da Iza Padaria Artesanal 

Pizza de mussarela, alho-poró e pancetta da Iza Padaria Artesanal  Foto: Iza Tavares

Esta é uma pizza bianca, ou seja, sem molho, com queijo muçarela de búfala, alho-poró em rodelas tostadinho e nacos carnudos de pancetta. “É notável a qualidade dos ingredientes que ela utiliza, sempre muito frescos e com sabor pronunciado”, explica João Ferraz sobre a escolha. Em tempo: Iza está prestes a ganhar seu segundo filho, então, no momento, as pizzas só estão disponíveis aos sábados, pelo delivery. (Preço: R$ 48)

Onde: Aos sábados, 12h/19h. Apenas delivery, pelo linktr.ee/Izapadariaartesanal

8º Lugar - Marinara, Napoli Centrale 

IInstalada em um box no Mercado Municipal de Pinheiros, a Napoli prepara as pizzas, que seguem o estilo napolitano, em forno a gás. Elas são individuais, com massa elástica e servidas em papel pardo, para dobrar e comer com as mãos – sem frescura, exatamente como se faz na Itália.

 A marinara, que leva apenas molho de tomate, um pouco de alho, azeite, orégano e manjericão, já foi eleita pelo Paladar uma das 10 melhores pizzas de São Paulo em 2017 – e segue imbatível. (Preço: R$ 29)

Onde: Mercado de Pinheiros - Rua Pedro Cristi, 89, boxes 83 e 84, Pinheiros. 11h/23h Delivery pelo iFood e pelo WhatsApp (11) 98949-4403. 

Pizza Marinara da Napoli Centrale

Pizza Marinara da Napoli Centrale Foto: Codo Meletti/Estadão

 

9º  Lugar - Milho, Paul's Boutique 

Uma (feliz) surpresa entre clássicos, a recém-inaugurada pizzaria de estilo americano, comandada pelo experiente Paul Cho (ex-Braz Elettrica), já conquistou o coração dos paulistanos - ou pelo menos o de alguns dos jurados desta ranking. Tem massa fina, firme, assada em forno elétrico, coberta com creme de limão, mussarela, milho, parmesão, pimenta e manjericão. 

Pizza de milho da pizzaria Paul's Boutique 

Pizza de milho da pizzaria Paul's Boutique  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

"Parece esquisita? Mas é ótima", confirma Patrícia Ferraz. Maiolica complementa: "já comi uma inteira dessa". Vale contar, as pizzas da Paul's são vendidas por pedaço, têm 45 centímetros de diâmetro - 10 a mais que o padrão na cidade (Preço: R$ 11) . A pizza inteira, com oito pedaços, custa R$ 85.  

Onde: R. Dr. Renato Paes de Barros, 167 - Itaim Bibi. 12h/23h 

 

10º  Lugar - Bráz, Bráz 

Também temos lugares clássicos na seleção do Paladar. Foram alguns os sabores dessa tradicional pizzaria de São Paulo que surgiram na votação dos jurados, mas o mais votado foi a receita da casa. Essa versão combina fatias de abobrinha assadas na lenha, queijo muçarela e parmesão, com molho de tomates sobre a massa volumosa típica da marca, assada no forno a lenha. Para o italiano Antonio, trata-se da “pizza paulistana por excelência”. (Preço: R$ 61, 6 pedaços)

Onde: R. Sergipe, 406, Consolação. 18h30/23h30 (5ª a sab., até 0h30). Outros quatro endereços. Delivery pelo iFood e Rappi.  

Pizza Bráz, da Bráz

Pizza Bráz, da Bráz Foto: Ricado D'Angelo

 

O que mais os jurados indicaram de bom

Não foi possível incluir todas as recomendaçõe dos jurados no ranking, muita coisa boa ficou de fora, então, aqui vai algumas outras pedidas imperdíveis na cidade:

Pizza bologna, novidade na Bráz 

Pizza bologna, novidade na Bráz  Foto: Roberto Seba

- Gorgonzola Dolci (R$ 48), da Iza, por João Ferraz

- Salame com queijo Canastra (R$ 26), do Guarita, por Antonio Maiolica 

- Bologna (R$ 98), da Bráz, por Patrícia Ferraz  

- Alla Salsiccia (R$ 50), da Leggera, por Márcio Shihomatsu 

- Tonno especial (R$ 60), da Carlos Pizza, por Claudia Resende 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?