Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Burgers com sotaque do Oriente

Recém-aberta em Pinheiros, Souk serve hambúrgueres com pegada árabe. No mesma linha, Falafada, em Santa Cecília, investe nos recheios de faláfel e cordeiro. Juntas, as casas engrossam a oferta de sanduíches mediterrâneos

02 agosto 2017 | 19:07 por Renata Mesquita

O boom de hamburguerias parece não ter fim. Agora começam a aparecer hambúrgueres com sotaque árabe. É essa a aposta do Souk Burger (pronuncia-se suki) em Pinheiros e a intervenção na receita aparentemente simples dá certo. No lugar dos discos de carne passados na chapa ou grelha, o que surge entre as fatias de pão são especialidades do Oriente Médio. 

Souk burger. Quibe feito de angus moído com trigo e especiarias, além de cebola caramelizada, tabule e maionese de tahine.

Souk burger. Quibe feito de angus moído com trigo e especiarias, além de cebola caramelizada, tabule e maionese de tahine. Foto: Tiago Queiroz|Estadão

Tarik Bechara Leal, neto de libaneses e dono da nova lanchonete, sempre quis transformar as receitas da família em negócio. “Um restaurante de comida árabe era o óbvio, foi então que me liguei que a comida árabe é ‘sanduichável’.” Apesar de soar estranho, faz sentido: “As refeições do Oriente Médio são sempre acompanhadas de pão, proteínas e muitas pastas”. 

Na prática: o quibe, a kafta e o babaganuche são os recheios dos sanduíches da nova casa. Como no souk burger (R$ 28) que leva um quibe feito de angus moído com trigo e especiarias, além de cebola caramelizada, tabule e maionese de tahine. No babaganuche (R$29), opção vegetariana, a pasta de berinjela com cebolas e farinha faz as vezes da carne, e é acompanhada de tomate confit e queijo de cabra. A kafta e a carne de cordeiro também estão entre as opções de recheios dos sandubas. 

Babaganuche, pasta de berinjela com cebolas e farinha faz as vezes da carne, e é acompanhada de tomate confit e queijo de cabra.

Babaganuche, pasta de berinjela com cebolas e farinha faz as vezes da carne, e é acompanhada de tomate confit e queijo de cabra. Foto: Tiago Queiroz|Estadão

Batatas rústicas com maionese de zaatar (R$ 18,90), drinques com araque ( destilado árabe de anis) e sobremesas típicas completam o menu, que tem um pé na América e outro no Oriente. 

Em outra parte da cidade, na cada vez mais movimentada Santa Cecília, o Falafada, que há um ano já serve pratos de receitas do Mediterrâneo e do Oriente Médio, com foco no bolinho verde frito, lança a partir do próximo sábado (5) o faláfel em versão hambúrguer. 

São duas combinações que podem vir no tamanho tradicional ou mini. O amon combina coalhada seca com hortelã e cebola (R$ 26), já o amon-ra leva coleslaw e chraim (pasta de beterraba com raíz forte). 

Falafada. A versão grande do bolinho verde frito com chraim

Falafada. A versão grande do bolinho verde frito com chraim Foto: Gabriel Bianchini|Divulgação

Além da opção com o carro chefe da casa, há também burgers de cordeiro, carne mais consumida nos países do Oriente. São duas pedidas; o nilo (R$ 32), com tomate e berinjela grelhados e aioli; e o jóia do nilo que leva queijo de cabra e relish de pimentão vermelho. Ambos chegam à mesa no pão tipo brioche de azeite e, por enquanto, só serão servidos à noite. 

SERVIÇO

Souk Burger 

R. Mateus Grou, 182, Pinheiros

Tel.: 3062-4674.

Horário de funcionamento: 12h/15h e 18h/23h (sáb., 12h/0h; fecha seg.)  

 

Falafada  

R. Martinico Prado, 172, Santa Cecília

Tel.:  3578-2226

Horário de funcionamento: 11h30/15h30 e 18h/23h (sáb., 12h/16h30 e 18h/23; dom., 12h/17h30)

Ficou com água na boca?