Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Diarreia e mal-estar após comer no melhor do mundo

O restaurante Noma, em Copenhague, pediu desculpas públicas nesta sexta-feira, 8, após 63 clientes terem passado mal depois de visitarem a casa.

08 março 2013 | 16:58 por redacaopaladar

Os comensais relataram sintomas como diarreia, vômitos e enxaquecas. O Noma, do chef René Redzepi, foi eleito melhor do mundo nos últimos três anos pela revista britânica Restaurant e tem duas estrelas Michelin.

Segundo as autoridades sanitárias dinamarquesas, os clientes passaram mal por cinco dias em fevereiro. A provável causa do mal-estar foi um membro da equipe de cozinha que estava doente e teria contaminado a comida do renomado restaurante.

Fachada do número 1 do mundo.  FOTO: Jens Dresling/AP

“Nosso negócio é fazer as pessoas felizes e cuidar dos nossos clientes. Isso é a pior coisa que poderia acontecer”, disse Peter Kreiner, um dos sócios do restaurante. “Pedimos desculpa por tudo isso. Tenho mantido contato pessoal com todos os clientes que foram afetados, discutindo alguma possível reparação”.

O menu-degustação no Noma, com 12 pratos, pode custar até US$ 880 para duas pessoas – incluindo entradas, vinhos e uma visita à cozinha.

Restaurantes do primeiro time internacional com comida estragada não são propriamente novidade. Em 2009, o Fat Duck, do chef britânico Heston Blumenthal teve que fechar as portas após episódio de contaminação.

/ com informações da Reuters

Ficou com água na boca?