Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Espaço Zym: um lugar para ir sem pressa, em ritmo slow

Cláudia Mattos, dona do restaurante, serve receitas com pegada Slow Food em cantinho que poderia passar despercebido pelos passantes

21 outubro 2015 | 16:56 por Ana Paula Boni

Por aí - Dicas da equipe do Paladar

Um portão vedado, com muitas árvores se debruçando por cima dele, esconde um cantinho que poucos passantes desconfiam do que se trata. Tem de tocar a campainha e, depois de subir as escadas para chegar ao Espaço Zym, com várias espécies frutíferas.

O lugar nasceu em 1995 como centro de terapia corporal, com ioga e banhos de ofurô. Eles estão mantidos até hoje, mas desde 1999 a dona, Cláudia Mattos, serve no almoço suas receitas de pegada Slow Food – ela integra o movimento desde 2008.

Floresta. No Zym, dá para se sentir à parte do caos urbano enquanto se come boa comida vegetariana. FOTOS: Sergio Castro/Estadão

Ficou com água na boca?

Mesas de mobiliário rústico ao ar livre convidam a um almoço sem pressa. Paga-se R$ 38 para couvert, entrada, prato e sobremesa, ou R$ 50, com suco e café. As opções mudam todos os dias e a maioria dos alimentos é orgânica. Entre os pratos podem aparecer a quiche de babaçu e legumes com farofa de castanhas e a lasanha de legumes e cogumelos. O couvert é o pão da casa, feito com biomassa de banana verde, servido com caponata da casca da banana.

Quiche feita com farinha de babaçu e legumes grelhados, finalizada com farofa de castanhas

Sim, é uma casa vegetariana, mas com receitas saborosas que conquistam até os mais carnívoros. Depois do almoço, a única coisa a se estranhar é sair daquele recanto tranquilo para a balbúrdia da metrópole.

SERVIÇO – ESPAÇO ZYM

R. Tonelero, 1.248, Vila Ipojuca

Tel.: 3021-5637

Horário de funcionamento: 12h/15h30 (fecha dom. e seg.)

Com reserva

>> Veja a íntegra da edição de 22/10/2015

Ficou com água na boca?