Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Esquina Mocotó fecha neste domingo, mas grupo segue com novidades

A casa mais premiada do chef Rodrigo Oliveira encerra suas atividades, mas Mocotó estreia delivery, café no Mercadão e três novos negócios

03 outubro 2018 | 21:01 por Ana Paula Boni

Cozinha autoral do chef Rodrigo Oliveira na zona norte, o Esquina Mocotó fez cinco anos neste ano sendo um dos 13 restaurantes de São Paulo a alcançar uma estrela Michelin e um dos 8 brasileiros a figurar no 50 Best América Latina. Ainda assim, vai servir sua última refeição no almoço deste domingo (7), das 12h às 17h.

A decisão foi dolorosa, admite Rodrigo, “o ano foi de bastante reflexão”. Mas, mesmo com o sucesso de crítica, o restaurante não acumulava um sucesso de público equivalente, tendo preços abaixo da média da capital para o padrão da casa, mas altos para a zona norte. A operação financeira no conjunto anual era equilibrada, mas contava com meses bons e meses ruins.

“A gente percebeu que o Esquina não se comunicava bem com a região e que a Vila Medeiros não precisa de um restaurante uma estrela Michelin. Foi libertador perceber isso.” Com a abertura do Balaio, o primo do Mocotó no IMS da Avenida Paulista, em setembro do ano passado, o chef viu o público do Esquina ir menos à zona norte para uma cozinha sertaneja autoral. E foi no fim de 2017 que começou a pensar no fechamento do Esquina. 

Embalagens do delivery do Mocotó trazem imagens de mural do mexicano Felipe Ehrenberg

Embalagens do delivery do Mocotó trazem imagens de mural do mexicano Felipe Ehrenberg Foto: Alexandre Ballarin

“Uma coisa curiosa é que, muita gente que sempre quis vir à Vila Medeiros, mas não achava conveniente, acabou debutando no Balaio. Mas acho que, se tem um momento bom para fechar, é no auge. Situação mais delicada seria se estivéssemos abaixo da crítica”, conta ele, que adianta que não fundirá cardápios, já que o Balaio já tem o DNA Mocotó, mas que nada impede que um prato como a nhoca do Esquina vá um dia parar no restaurante da Paulista.

O imóvel do Esquina dará lugar a uma nova casa, que está sendo chamada de Rolê, mas o nome ainda pode mudar. O cardápio que começa a ser estudado mostra a veia autoral de Rodrigo com foco nos vegetais. E surgem criações como dadinho de cereais e macadâmia, tostada de cará e xis-língua, receitas que ele vai mostrar em evento da Brastemp neste mês.

A casa, que apostará em fast service, em consonância com os tempos atuais de informalidade e autosserviço, deverá focar também na comunhão com música e outras expressões artísticas, para servir a “quebrada”, como conta Rodrigo. Emicida, que já assinava a trilha sonora da casa, vai criar o uniforme do novo negócio, com seu Lab Fantasma. A fachada está sendo estudada pelo artista Ricardo Kaur, como mostra a imagem abaixo, mas tudo ainda está em negociação.

Projeção que o artista Ricardo Kaur fez para a nova casa que ocupará o imóvel do Esquina Mocotó

Projeção que o artista Ricardo Kaur fez para a nova casa que ocupará o imóvel do Esquina Mocotó Foto: Projeção Kaur

“Começamos o Esquina sem saber o que íamos fazer. Milagrosamente construímos uma história extraordinária. É impossível avaliar o quanto eu evoluí enquanto chef, enquanto empreendedor. Agora, é diferente.”

A nova casa está prometida para o primeiro semestre de 2019, enquanto isso sua cozinha de produção e seus funcionários vão sendo aproveitados nas outras operações do grupo, como o três Mocotó Café espalhados pela cidade. Depois do Mercado de Pinheiros e do shopping D, foi a vez de o Mercado da Cantareira (o Mercadão) ganhar uma unidade, inaugurada há 15 dias.

O próprio Mocotó estreou nesta semana com novidade: desde segunda-feira passou a fazer delivery pelo aplicativo iFood, com embalagens que trazem imagens do mural que o artista mexicano Felipe Ehrenberg fez para a casa. O raio de entrega é de 4,5 km, pegando a zona norte - mas, se tudo der certo, a intenção é estender por mais bairros da cidade em breve.

O chef Rodrigo Oliveira, cheio de planos para 2019

O chef Rodrigo Oliveira, cheio de planos para 2019 Foto: Roberto Seba|Estadão

Enquanto isso, vão seguindo em paralelo ao Rolê o desenvolvimento da Pracinha do Mocotó e do Balaio em Los Angeles. No quarteirão seguinte ao Mocotó, a Pracinha do Mocotó deve tomar corpo no segundo semestre do próximo ano, com projeto de Ruy Ohtake para um estacionamento que se transformará em espaço de lazer para a comunidade. 

nos Estados Unidos, o Balaio estará dentro do hotel butique da rede Thompson que abrirá em Los Angeles em novembro de 2019. Para tocar a operação, além de participar previamente da montagem da cozinha e fazer a rede de fornecedores, Rodrigo conta com Victor Vasconcellos, que foi para lá há três meses.

Vasconcellos, que conhece Rodrigo da época da faculdade, já trabalhou com Laurent Suaudeau e é o vice-presidente do comitê brasileiro do Bocuse d’Or, presidido por Giovanna Grossi.

SERVIÇO

Esquina Mocotó

Av. Nossa Sra. do Lorêto, 1.108, Vila Medeiros

Tel.: 2949-7049

Último dia: domingo (7/10), das 12h às 17h

A nhoca, premiado prato que marcou a história do Esquina Mocotó

A nhoca, premiado prato que marcou a história do Esquina Mocotó Foto: Codo Melleti|Estadão

 

Ficou com água na boca?