Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Fat Cow tem hambúrguer, fritas e sundae fora do comum

Aguardada lanchonete de Luiz Filipe Souza e Fábio Moon abre as portas no Itaim com a proposta de replicar um fast-food, só que com tudo feito na casa

22 de maio de 2019 | 21:52 por Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

O Fat Cow tem hambúrguer, sundae, batata frita. Mas nada ali se parece com uma hamburgueria comum. A brincadeira dos sócios Luiz Filipe Souza e Fábio Moon no novo endereço do Itaim é replicar um fast-food, fazendo tudo de modo artesanal, na casa.

Sócios. O chef Luiz Filipe Souza e Fábio Moon no novo endereço do Itaim 

Sócios. O chef Luiz Filipe Souza e Fábio Moon no novo endereço do Itaim  Foto: Felipe Rau/Estadão

Os pães são preparados com massa de brioche, na cozinha do Evvai, onde Luiz Felipe é o chef. O hambúrguer leva uma mistura de seis tipos de carne de dianteiro e traseiro, moídas ali. A batata frita é crocante e sequinha (ela é congelada, frita, congelada de novo e frita novamente na hora de ir à mesa) – em uma das opções, é oferecida com kimchi suave e creme de queijo (R$ 27). O sundae (R$ 13) é um soft de cumaru feito no restaurante, servido com caramelo salgado e cookies. Está na seção “ice crimes”.

Os nomes do cardápio são divertidos, cheios de referências. O X-bacon com ovo, por exemplo, é chamado de Eggie Murphy (R$ 37), leva bacon artesanal da Serra da Bocaina, gema de ovo infusionada com demi-glace (o molho quente é injetado na gema crua com uma seringa). E você recebe uma instrução: aperte o play. Quer dizer, achate o sanduíche antes de morder, isso rompe a gema e escorre a mistura deliciosa. 

Wylie Burger. Burger 180g com maionese empanada e frita, cebola caramelizada e crua queijo fundido da casa

Wylie Burger. Burger 180g com maionese empanada e frita, cebola caramelizada e crua queijo fundido da casa Foto: Felipe Rau/Estadão

O sanduíche que tem o nome da casa é o mais simples e barato: é um smashed com cebola prensada na chapa (R$ 25). 

O Wylie é inspirado numa receita do chef americano Wylie Dufresne. Vai maionese empanada e frita, queijo, cebola crua e caramelizada (R$ 39). Mr. Roast Beef é feito com pão artesanal de batata. O pão e o queijo derretido são quentes, o rosbife é frio. Vem com picles e maionese (R$ 35).

A seção de entradas, chamada de munchies and bites (larica e mordidas), é imperdível. São sanduíches em versão reduzida, servidos geralmente em duplas. Tem steak tartare (R$ 25, duas unidades); katsutuna, brincadeira de katsu sando feita com atum empanado e molho tonkatsu (R$ 39); e um lobster roll, que leva cavaquinha poché e molho tártaro, servido no pão de leite artesanal (R$ 39). 

Fat Cow Fried Chicken. Frango frito em massa de tempura lambuzado com molho agridoce brasileiro-oriental 

Fat Cow Fried Chicken. Frango frito em massa de tempura lambuzado com molho agridoce brasileiro-oriental  Foto: Felipe Rau/Estadão

O ponto alto na entrada? É o FCFC (Fat Cow fried chicken), frango frito empanado em tempurá com molho agridoce (R$ 27). Mas talvez seja o foie slider, mini-hambúrguer com foie gras e compota de maçã (R$ 35). Ou quem sabe você prefira o Bom Dia Vietnã, com peito de frango empanado, patê de fígado de frango, coentro, hortelã, manjericão e maionese (R$ 24). Provei todos eles e não consegui escolher o melhor. Vou voltar lá para tirar a dúvida.

Ah, e ainda tem um cardápio de drinques autorais surpreendentes. E torneiras de chope Goose Island customizadas.

Ambiente da nova casa 

Ambiente da nova casa  Foto: Felipe Rau/Estadão

SERVIÇO

FAT COW

R. Iaiá, 173, Itaim Bibi

Até o final de maio em soft opening: 12h/19h

Ficou com água na boca?