Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Fica aí: avaliamos o delivery de dois clássicos de carne da cidade

Provamos a entrega do Varanda e Rubaiyat. Foi uma boa surpresa, mas tem alguns truques

22 de abril de 2020 | 05:01 por Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

Não sei você, mas eu reluto em pedir entrega de carne grelhada. Acho que ela fica incomparavelmente melhor recém-saída da grelha, com todos os sucos e a crostinha. Mas como vários restaurantes especializados em carne estão anunciando delivery, resolvi testar. Fiz pedidos em dois clássicos da cidade, em dias diferentes: Varanda Grill e Rubaiyat.

E sabe de uma coisa? Foi uma boa surpresa. Mas tem alguns truques. A primeira dica é pedir perto da hora de comer (vai esfriar de qualquer jeito com o tempo de viagem e todo o ritual de limpeza das embalagens, mas quanto menos esfriar, melhor).

Rubaiyat. Duo de carnes baby-beef e fraldinha

Rubaiyat. Duo de carnes baby-beef e fraldinha Foto: Patrícia Ferraz/Estadão

Atenção ao jeito de esquentar. Na primeira vez, segui o conselho do Sylvio Lazzarini, do Varanda Grill, e coloquei as carnes e os acompanhamentos de praxe –  arroz biro-biro e farofa – , por um minuto no microondas.

Acertei no pedido teenbeef (chorizo fatiado, R$190 para 2 pessoas) e top sirloin (bombom de alcatra, R$ 99) –  cortes altos viajam melhor. E no ponto: chegaram perfeitos, com a crostinha escura e o interior rosado, macio e suculento.

Carne mal-passada também viaja bem, mas se você gosta de bem passada, espere o fim da quarentena e vá comer no restaurante, porque em casa ela vai ressecar ainda mais e ficar dura, um desperdício. Duas porções foram suficientes para três pessoas e ainda sobrou para o carreteiro do dia seguinte.

Quando fiz o pedido do Rubaiyat, resolvi caprichar: aqueci minha chapa de ferro até estalar. E logo vieram as dúvidas. Melhor pincelar óleo ou deixar sem nada? Óleo deixa gosto.. manteiga e azeite mais ainda. Coloquei direto na chapa o combinado com baby-beef e a fraldinha (R$ 169, duo de carnes), que fazem parte de um combinado.

Varanda. Top sirloin e farofa 

Varanda. Top sirloin e farofa  Foto: Patrícia Ferraz/Estadão

Em poucos segundos, assim que a fumaça tomou conta da cozinha, a superfície da carne perdeu a graça. Tirei logo para não ressecar, especialmente a fraldinha, mais fina. E ufa, foi para a mesa sem maiores danos e ainda cheia de sabor e textura. 

O veredito? Microondas nas carnes (mas rapidinho, no máximo dois minutos). E também no palmito pupunha assado (R$38), que vem com um molho de azeite à parte. Quanto ao biro-biro e à farofa, que acompanham o pedido, recomendo sujar duas panelas. Faz diferença, sim, a batata-palha do arroz amolece no microondas e a farofa dá uma murchada.

O pão de queijo macio (R$19 a porção, 12 unidades), um clássico do restaurante da família Iglesias, nem precisou ser aquecido: não chegou à mesa, a porção foi traçada nos bastidores, direto da caixinha.

Ficha de avaliação

Restaurante: Rubaiyat

● Tamanho das porções: O combinado deu para três pessoas, mas reforçado por uma porção de palmito pupunha assado.

● Embalagem: Personalizada, de papelão impermeável.

● Acompanhamentos: Os de praxe, super bem executados, um biro-biro de dar orgulho ao jogador de futebol que inspirou esse arroz

● O melhor: Sabor, textura e o pão de queijo imbatível

● O pior: Faltou a crostinha crocante às carnes 

Restaurante: Varanda Grill

● Embalagem: Simples, de alumínio com tampa de papelão que encharca no caminho

● Tamanho das porções: Bem fartas, dois cortes servem bem quatro pessoas.

● Acompanhamentos: Os de praxe, com excelente farofa com ovo e salada de folhas com tomate

● O melhor: O ponto perfeito da carne

● O pior: Tampa encharcada atrapalha na hora de tirar a carne

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?

Tendências