Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Idiche entrevista

Como foi conversar sobre bolos com dona Zenaide, do Z-Deli

15 dezembro 2009 | 19:43 por oliviafraga

- Dona Zenaide, tudo bem com a senhora?

- Tudo mais ou menos. Foi você quem apareceu aqui faz um tempinho pra falar de cheesecake? Porque a menina ficou horas e horas aqui na loja e não saiu nada, nem uma linha, nem quero mais falar…

- Não fui eu, dona Zenaide, mas não fique ressentida, teve edição, em geral as matérias saem menores do que a gente escreve…

- Mas você sabe, eu fui a primeira a fazer cheesecake aqui em São Paulo, eu morei em Nova York, eu inventei a receita…

- Não fica chateada, agora a gente vai falar do bolo de mel que a senhora está fazendo, conta como é?

- Ah, meu bolo de mel! Então, você sabe que nós somos uma casa judaica, e no ano novo judeu nós comemos um bolo de mel que é para dar sorte.

- Mas o ano novo de vocês já passou, não?

- Isso, isso mesmo, mas agora a gente quer comemorar com vocês. Olha, bota aí essa frase que um amigo criou: “Bolo de mel, adoça o nosso ano novo e o seu”. Fiz 50 ontem e vendi tudo, sem fazer propaganda nem nada. Uns 4 ficaram meio queimados mas as pessoas estão vindo aqui pra comer o queimado mesmo.

- Ele é grande, dona Zenaide?

- Ai, minha filha, eu não sei o tamanho, vai tanta coisa… Fala que tem 1 quilo.

- Quanto custa?

- R$ 45. Mas então, ele é redondo pra representar o infinito. Vai nozes, geleia de abacaxi e pêssego. É meio natalino, mas a gente não comemora o Natal, né? Só que decidi comemorar o ano novo com todo mundo, então o bolo de mel, que é prosperidade, é como uma comida de Ano Novo.

O bolo é delicioso. Se o ano for assim, seja o “nosso” ou o judaico, vamos ter 2010 e 5770 espetaculares.

(o bolo da concórdia)

Z-Deli: Al. Lorena, 1.689, Jardim Paulista, tel. 3088-5644

Ficou com água na boca?