Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Kyokuto serve pratos caseiros do outro lado do mundo

Com cardápio enxuto, o novo restaurante de Pinheiros só tem receitas populares entre as famílias no Japão e na Coreia 

18 abril 2018 | 21:18 por Patrícia Ferraz

A ideia é simples: oferecer comida caseira com sotaque asiático. Recém-inaugurado em Pinheiros, o restaurante está instalado de maneira simpática, em uma sala separada da cozinha apenas por um amplo balcão. Pratos, cumbucas e panelinhas importadas da Coreia e do Japão completam a decoração.

O restaurante é a primeira empreitada de Rafael Dalla, de 32 anos, formado em gastronomia pelo Senac. As influências culinárias do dono da casa chegam a ser divertidas. Ele é sergipano, filho de uma gaúcha com um capixaba e cresceu em Sergipe na churrascaria do avô gaú-cho. E de onde veio a atração pela cozinha asiática? Dos desenhos animados japoneses.

"Eu gostava muito de animes e nas histórias sempre tinha comida, geralmente lámen, mas também cumbucas com arroz e fiquei com isso na cabeça”, conta o chef, que teve o primeiro contato com a cozinha coreana quando se mudou para São Paulo para fazer o curso Cozinheiro Chef Internacional, no Senac. O curso é dado na unidade da Aclimação, pertinho da Liberdade, uma coisa leva à outra e Rafael foi conhecendo os restaurantes por ali, começando pelo Portal da Coreia, onde provou a culinária coreana. 

Kyokuto

Kyokuto Foto: NILTON FUKUDA | ESTADÃO

Ficou com água na boca?

Quando resolveu abrir seu restaurante, batizou a casa com a palavra japonesa que designa “Extremo Oriente”. Por enquanto, há pratos do Japão e da Coreia, mas já há receitas chinesas em teste e no verão a ideia é incluir também as cozinhas thai e vietnamita. Rafael diz que pretende manter os pratos fiéis aos originais, evitando adaptações.

O que está em cartaz já vale a visita. Para começar, korokke, uns croquetes cremosos, de carne ou cogumelo, crocantes e sequinhos, servidos em pares (R$ 9). Tem também barriga de porco cozida, entre outras entradas. Os principais vão do tonkatsu, a copa lombo empanada em farinha panko e frita, servida com salada, arroz e missô. Do Japão, tem ainda gyudon, uma cumbuca de arroz com fatias de carne e legumes cozidos, servidos com ovo por cima(R$ 25); e kare, o curry de estilo japonês. 

Da Coreia, o kimchi bokkeumbap vem em porção individual, o arroz frito, com pedaços de lombo, kimchi, cebolinha, acelga e por cima um ovo frito com a gema mole. Puro conforto (R$ 25). Outra boa pedida é o japchae, massa de fio feita com batata-doce, com julienne de cenoura, cogumelos e pimentões refogados, gergelim e um molho levemente agridoce com shoyu, que vale cada garfada. Pode ser servido frio ou quente (R$ 20). 

Outra boa notícia? Os preços – pelo menos nessa fase inicial. Entradas vão de R$ 7 a R$ 12, e pratos principais, de R$ 20 a R$ 30. Na sobremesa tem chiffon cake e um pudim de matchá (R$ 12). Para beber, cerveja, chás e soda italiana, mas a carta está sendo completada. 

Rafael Dalla

Rafael Dalla Foto: NILTON FUKUDA|ESTADÃO

SERVIÇO 

Kyokuto 

R. Con. Eugênio Leite, 944A

Horário de funcionamento: 15h e 18h30/22h30 (seg., 12h/15h; dom., 18h30/22h30)

Telefone: 3062-7853

Ficou com água na boca?