Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Na minha casa ou na sua?

Misto de restaurante e rotisseria, a Casa Europa Cantina e Mercado abre na semana que vem no lugar que por anos abrigou o restaurante Casa Europa. É o novo endereço de Ipe Moraes, da Adega Santiago e Taberna 474

06 novembro 2013 | 23:44 por patriciaferraz

A Casa Europa Cantina e Mercado, que você está vendo pela primeira vez, começa a funcionar na próxima semana. Se repetir a história das outras casas de Ipe Moraes, a Adega Santiago e a Taberna 474, as filas de espera serão longas. Por sorte, há um banco grande do lado de fora e um balcão para apoiar os copos e pratinhos no salão…

Combinação de cantina e mercado, o lugar é muito simpático. São vários ambientes, decorados naquele estilo despretensioso do Carlos Motta, à base de madeira e tijolos aparentes pintados de branco. O forno a lenha fica no salão principal. É dali que saem as pizzas e os pães que acompanham os sott’olios – conservas artesanais de polvo, bacalhau, atum ou legumes; os queijos e os embutidos importados de Zibello, na Itália, além do pastrami e do salame artesanais produzidos em Cunha.

Simpático. O lugar tem vários ambientes decorados com madeira e tijolos aparentes pintados de branco. E um forno

a lenha no salão principal. FOTOS: Epitácio Pessoa/Estadão

“Estamos comprando apenas produtos de pequenos produtores, com exceção do azeite”, conta Ipe Moraes. Isso inclui os legumes orgânicos da Fazenda Santa Adelaide, que pertence a uma das sócias da casa, Isabel Queiroz, queijos do Capril do Bosque e os vinhos de pequenos produtores da Itália e da Espanha. Dos 120 rótulos da carta, 80 são importados diretamente e serão vendidos ali no mercado, com preços que variam de R$ 35 a R$ 200, o Barbera mais caro.

A cozinha está sob o comando do Ivo Lopes, ex-Due Cuocchi. O chef montou um cardápio à base de massas frescas, feitas na casa, e ragus. O cliente escolhe o molho e o tipo de massa. Massas e ragus estão à venda no mercado instalado no andar de baixo do imóvel, onde há uma mesa comunitária e uma ala de mesas ao ar livre. O menu tem também alguns peixes, entre eles o bacalhau fresco assado e a bisteca fiorentina preparada na grelha e servida com batatas ao murro. E tem ainda o risoto de linguiça com feijão fradinho.

Da casa. Maltagliate com ragu e sálvia em tempurá

Guarde lugar para as sobremesas. Além de sorbets artesanais feitos com frutas da estação (o da estreia é de limão cravo), tem baba ao rhum com salada de frutas e os bomboloni – mistura de sonho e bolinho de chuva, com açúcar e canela, que chegam com molho de chocolate à parte.

Tudo o que se come ali é feito também em versão para viagem, o que motivou o slogan “Na minha casa ou na sua?”, que estampa as embalagens. Até a cerâmica, potes e os refratários que embalam massas e molhos. Você compra a primeira vez e leva para fazer o “refil” nas outras. Nesse sistema há também azeite oferecido em containers de inox, são três versões de azeite da Masseria Cusmaí, da Apulia, intenso, leggero e Bio. Os preços ainda estão sendo definidos e a abertura está prometida para o feriado de 15 de novembro.

Ah, a Casa Europa Cantina e Mercado fica onde sempre esteve a (extinta) Casa Europa, esquina da Gabriel Monteiro da Silva e Cônego Eugênio Leite.

Potinhos. Conserva de bacalhau, de legumes e de polvo

SERVIÇO – Casa Europa Cantina e Mercado

R. Gabriel Monteiro da Silva, 726, Jd. Paulistano

Tel.: 3063-5577

Horário de funcionamento: 12h/24h (fecha 2ª)

>> Veja a íntegra da edição do Paladar de 7/11/2013

Ficou com água na boca?