Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Noma terá restaurante pop-up no México com menu a R$ 2 mil

René Redzepi leva premiado restaurante dinamarquês para Tulum, região sudeste do México, e cozinha com ingredientes locais

25 novembro 2016 | 19:15 por Redação Paladar

O Noma vai viajar para o México em 2017. O premiado restaurante dinamarquês fará uma pequena temporada na cidade de Tulum de 12 de abril a 28 de maio. Seguindo a tradição da casa, todos os pratos serão feitos com ingredientes locais pessoalmente pesquisados pelo chef René Redzepi. A ideia, desta vez, é criar um restaurante ao ar livre, com a cozinha "entre a selva e o mar do Caribe". 

Ao lado de Rosio Sanchez, antiga sous-chef do Noma que agora comanda a taqueria Hija de Sanchez, Redzepi servirá jantares cinco vezes por semana, de quarta a domingo. O menu custará US$ 600 (o equivalente a quase R$ 2 mil), mais 16% de imposto e 9% pelo serviço, e incluirá também a harmonização com bebidas (água, chá e café). As reservas poderão ser feitas a partir de 6 de dezembro, no site oficial do Noma

René Redzepi leva Noma para o México em versão pop-up por pouco mais de sete semanas

René Redzepi leva Noma para o México em versão pop-up por pouco mais de sete semanas Foto: Christian Charisiu| Reuters

O México é um país muito especial para René. Em comunicado oficial, o chef dinamarquês diz considerá-lo seu lar adotivo. Foram seis meses viajando por várias regiões do país em busca de sabores e ingredientes que seriam traduzidos no menu deste projeto pop-up. “Queríamos encontrar aquele chile (pimenta) especial, entender os frutos do mar, degustar as infinitas variações do mole e encontrar inspiração nesta cultura tão vasta e maravilhosa. Foram experiências de uma vida inteira que serão transformadas em uma série de pratos e, finalmente, no menu do nosso restaurante no México”, escreveu René.  

LEIA MAIS:

+ Os melhores restaurantes do mundo estão muito parecidos

Vale lembrar que não é a primeira vez que Noma é realocado de Copenhague, na Dinamarca, sua locação original. Ele já esteve em Sidney, na Austrália, por dez semanas; em Tóquio, no Japão, por cinco semanas; e também já esteve nas Olímpiadas de Londres, na Inglaterra. O anúncio da viagem ao México segue o do fim do Noma, como o conhecemos. Em 2017, o restaurante, eleito o melhor do mundo por quatro anos no ranking do 50 Best, terá não só novo endereço na Dinamarca, como também novas propostas de menu e nova missão.

Ficou com água na boca?