Paladar

Restaurantes e Bares

Restaurantes e Bares

Novo restaurante Purgatório, em Pinheiros, tem jeito de paraíso

Em ambiente simpaticíssimo, casa tem cardápio enxuto com pratos da cozinha ibérica

13 de outubro de 2021 | 03:00 por Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

A única chance de pagar os pecados no Purgatório é nos raros momentos em que a música de Julio Iglesias interrompe a ótima playlist espanhola e portuguesa. De resto, o recém-inaugurado restaurante de cozinha ibérica, em Pinheiros, está mais perto do paraíso. O ambiente, simpaticíssimo, assinado pelo Estúdio Penha, é um misto de bar de tapas e tasca portuguesa: azulejos cor de vinho no teto rebaixado do bar, um belo exemplar do mais nobre jamón iberico sobre o balcão, uma pequena vitrine com roupa de toureiro e um terraço com teto retrátil na entrada. O dono é português (vem do mercado financeiro, mas cresceu no restaurante da família, em Lisboa) e a chef, venezuelana, Sabrina Cadetto, trabalhou na Espanha por muitos anos.

Salão no novo Purgatório, em Pinheiros.

Salão no novo Purgatório, em Pinheiros. Foto: RJCastilho

  

O cardápio do Purgatório é enxuto e muda diariamente: as opções são apresentadas em uma lousinha que o garçom traz à mesa. 

O clima da casa convida a ficar nas entradas e porções, os itens fixos no menu. Comece com jamón iberico, cortado no mais autêntico estilo jamonero em pedaços pequenos. A porção de jamón espanhol de bellota 5 Jotas, com 200g, custa R$ 200 (mas você pode pedir metade). Peça também a cesta de pães de chorizo, de azeite e de azeitonas, desenvolvidos especialmente pela Fabrique (R$ 16,90).

Croquetas espanholas, croquetes portugueses de carne e bolinhos de bacalhau, do Purgatório.

Croquetas espanholas, croquetes portugueses de carne e bolinhos de bacalhau, do Purgatório. Foto: RJCastilho

Depois do jamón, sugiro uma porção de croquetes mistos: vem com croquetas espanholas recheadas com creme bechamel, presunto e alioli; croquetes portugueses de carne e delicados bolinhos de bacalhau (R$ 38). Sequinhos, crocantes, deliciosos. Se tiver polvo à galega, com azeite e páprica, não hesite (R$ 72). Apesar de não ser a tradicional (porque é finalizada no forno, lembrando a frittata italiana), a tortilla tem recheio úmido, como se espera, e ótimo sabor (R$ 36) – é grande, tem uns 20 centímetros de diâmetro, portanto, só vale se for para dividir em pelo menos quatro pessoas. O cardápio ainda pode trazer ostras, mexilhões, gambas pil-pil...Os peixes e frutos do mar chegam diariamente, de Santos.

Bitoque, filé mignon com ovo e batata frita.

Bitoque, filé mignon com ovo e batata frita. Foto: RJCastilho

Todo dia, há quatro ou cinco opções de prato que variam, entre especialidades portuguesas como o bitoque (filé mignon com ovo frito e batatas fritas, R$ 61,90) e pica-pau (filé mignon puxado no azeite com vinho branco, alho e louro, R$ 44,60). Ou a espanhola presa ibérica (filé mignon suíno de porco preto) com batatas e pimentões fritos, ótima pedida (R$ 86). E, para dividir, arroz de cherne, um arroz caldoso com tomate, cherne e camarões (R$ 159), que vem em uma cumbuca de barro.

É lugar para ir sem pressa, comer e beber – as opções de vinho em taça custam R$ 36 e o preço das garrafas começa em R$ 157, caso do vinho da casa, Flor de Crasto, branco ou tinto.

Serviço

Purgatório

Onde: R. dos Pinheiros, 436, Pinheiros.

Funcionamento: 12h/15h e 19h/23h (dom. 12h/17h30; fecha 2ª).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Ficou com água na boca?